Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2018 > 06 > Consequências do trabalho infantil: professora da UFPB aborda o tema na TV TRT

Notícias

Consequências do trabalho infantil: professora da UFPB aborda o tema na TV TRT

Fátima Pereira se dedica ao tema há duas décadas

Ações do documento

Há vinte anos a professora Fátima Pereira, do departamento de Psicologia da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), se dedica a pesquisa do trabalho infantil. O tema é, inclusive, tema do Doutorado da professora, que continua debruçada sobre esse grave problema mundial.

Convidada pelo Tribunal do Trabalho da Paraíba (13ª Região), por indicação d juíza Lilian Leal, que integra o Comitê Gestor do Programa Trabalho Infantil na Paraíba, a professora Fátima Pereira concedeu uma entrevista a TV TRT abordando vários aspectos do trabalho infantil. Em uma rica entrevista, a professora trata de temas como trabalho infantil como caminho para o tráfico de drogas, para a prostituição e sobre o aumento do assassinatos de jovens.

Veja a entrevista da professora Fátima Pereira no canal do TRT13 no YouTube (youtube.com/trt13paraiba).

https://www.youtube.com/watch?v=fXnUNbn-ijU

Campanha durante o mês de junho

Neste mês de junho, o Tribunal do Trabalho da Paraíba (13ª Região) destacará a campanha de combate ao trabalho infantil promovida pelo Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem, do Tribunal Superior do Trabalho (TST), do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), do Ministério Público do Trabalho e do Fórum Nacional para a Erradicação do Trabalho Infantil (FNPETI). A campanha se sustenta em números assustadores, que atestam que no Brasil 2,7 milhões de crianças e adolescentes, entre 5 e 17 anos, se encontram em situação de trabalho irregular.

Os gestores da campanha no estado são o desembargador Thiago de Oliveira Andrade e a juíza Lílian Leal.