Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2006 > 03 > TRT empossa novos juízes e lança segunda versão dos projetos Conciliar e Arrematar

TRT empossa novos juízes e lança segunda versão dos projetos Conciliar e Arrematar

Sete novos magistrados tomaram posse ontem como juízes substitutos do Tribunal Regional do Trabalho da Paraíba. Eles foram aprovados no último concurso público promovido pelo TRT, que teve mais de 1.200 candidatos inscritos.

Ações do documento

publicado: 22/03/2006 08h37 última modificação: 30/09/2016 10h24

A Sala de Sessão do Tribunal Pleno esteve lotada durante a solenidade

Sete novos magistrados tomaram posse ontem como juízes substitutos do Tribunal Regional do Trabalho da Paraíba. Eles foram aprovados no último concurso público promovido pelo TRT, que teve mais de 1.200 candidatos inscritos. A posse aconteceu na Sala de Sessão do Tribunal Pleno, auditório “Ministro Fernando Nóbrega” e foi presidida pelo juiz Afrânio Melo.

Os novos juízes são: Adriano Mesquita Dantas, Tais Priscilla Ferreira R. da Cunha e Souza, Ana Beatriz Dias Fernandes, Veruska Santana Sousa de Sá, Necy Lapenda Pessoa de Albuquerque de Azevedo, Ivo Daniel Povoas de Souza e Ana Cecília Magalhães Amoedo.

Eles foram saudados pelo juiz do TRT, Paulo Américo Maia; pelo procurador-chefe do trabalho na Paraíba, Rildo Albuquerque; pelo presidente da OAB-PB, José Mário Porto Júnior; presidente da Amatra 13 (Associação dos Magistrados) Humberto Halison de Carvalho. O presidente do TRT, juiz Afrânio Melo encerrou a sessão.

No concurso encerrado com as posses ontem o TRT oferecia 19 vagas. Como somente sete foram aprovados, o Regional já decidiu pela realização de novo concurso público. Afrânio Melo disse que até o final do mês o edital será lançado.



Arrematar e Conciliar


A Sala de Sessão do Tribunal Pleno esteve lotada durante a solenidade

Antes da posse dos novos juízes, o presidente Afrânio Melo lançou oficialmente a segunda versão dos projetos “Arrematar” e “Conciliar”. A idéia de repetir a realização dos projetos, teve como base o sucesso alcançado na primeira versão, ocorrida no ano passado, quando foram negociados mais de 1.400 processos alcançando um volume de R$ 30 milhões e, mais de 600 processos foram levados a leilão, gerando uma arrecadação de 1,3 milhões, decorrentes de arrematações e acordos.

Nesta nova etapa ficou designado o dia 18 de maio para a realização das audiências do Projeto Conciliar em todo o Estado e os dias 29 e 30 de maio, para a realização de mais um mega leilão, em de João Pessoa e em Campina Grande.