Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2006 > 06 > Dez unidades da Justiça do Trabalho já foram Correicionadas

Dez unidades da Justiça do Trabalho já foram Correicionadas

O presidente do TRT, juiz Afrânio Melo está fechando o mês de junho com correições em 10 Varas do Trabalho

Ações do documento

O presidente do Tribunal Regional do Trabalho, juiz Afrânio Melo está fechando o mês de junho com a realização de correições em 10 Varas do Trabalho, além da Central de Mandados Judiciais e Arrematações de João Pessoa, relativa ao período de maio de 2004 a fevereiro de 2006. O juiz Afrânio Melo realizou os trabalhos juntamente com a Secretária da Corregedoria, Ozanete Gondim, fazendo exame dos livros e relatórios informatizados.

No balanço, o juiz Afrânio Melo, disse que os livros e relatórios em uso na Central de Mandados e Arrematações bem como nas Varas do Trabalho estão ajustados aos padrões exigidos. Só este ano foram correicionadas as Varas do Trabalho de Catolé do Rocha, Guarabira, Sousa, Taperoá, Areia e Monteiro, além das 3ª e 6ª de João Pessoa e as 1ª e 2ª de Campina Grande.

O Regimento Interno do TRT obriga que seja feita uma correição em cada uma das unidades jurisdicionais pelo menos uma vez por ano. O juiz Afrânio Melo é também o Corregedor já que o Tribunal é de pequeno porte e o Pleno é formado por apenas 8 integrantes em sua Corte. O presidente tem apertado o calendário para poder cumprir com todos os compromissos que são determinados pelo Regimento Interno.

O cumprimento dos compromissos tem provocado uma enorme correria no dia-a-dia do presidente Afrânio Melo, já que o mesmo foi eleito no final do ano passado coordenador-geral o Colégio de Presidentes de TRT’S (Coleprecor). Os encontros de presidentes obrigam o juiz-presidente do TRT a estar em Brasília pelo menos uma vez no mês. O tempo ainda é dividido para cuidar de grandes projetos, a exemplo do Arrematar e do Conciliar, idealizados por ele (Afrânio Melo), além das obras em execução em vários municípios do Estado..

Uma das últimas correições realizadas pelo presidente foi no município de Taperoá, onde o magistrado destacou o trabalho sério e célere que está sendo realizado pelo juiz Antônio Eudes Vieira Júnior. "Tenho, graças a Deus, encontrado essa mesma situação em todas as unidades trabalhistas por que tenho passado, o que me deixa muito satisfeito", revelou o presidente, lembrando que conta ainda com o apoio e o suporte do Tribunal Pleno que proporciona o bom andamento das unidades da 1ª Instância da Justiça do Trabalho na Paraíba.