Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2006 > 09 > Fórum do Trabalho de João Pessoa vai mudar para empresarial João Medeiros

Fórum do Trabalho de João Pessoa vai mudar para empresarial João Medeiros

A transferência das sete Varas e a instalação de mais duas têm previsão para dezembro

Ações do documento




As obras de adaptação do Empresarial João Medeiros, no bairro de Tambiá, para receber as Varas e unidades trabalhistas do Fórum Maximiano Figueiredo já estão em fase de conclusão e a mudança para as novas instalações está prevista para o mês de dezembro. Somente com a transferência para o novo espaço será possível instalar mais duas Varas do Trabalho.

“As Varas do Trabalho funcionam atualmente no prédio da Caixa Econômica Federal, no centro de João Pessoa. São sete unidades e precisamos instalar mais duas, que não cabem no atual espaço, daí a necessidade urgente da transferência”, explicou o presidente do Tribunal Regional do Trabalho, juiz Afrânio Melo. As nove unidades vão ser instaladas em um único pavimento do empresarial. Em outro pavimento vai funcionar sala de treinamento, gabinetes médico-odontológicos, área de integração cultural e auditório, entre outras unidades.

As Varas do Trabalho que estão instaladas atualmente no prédio da caixa econômica têm uma área, cada uma, de 220 metros quadrados. No novo espaço terão, em média, mais de 250. Afrânio Melo, disse que o novo espaço além de garantir maior conforto e comodidade para juízes, servidores e jurisdicionados, permitirá também amplo estacionamento com segurança.

Transferência

As duas novas unidades que serão instaladas no Empresarial João Medeiros, serão dotadas de equipamentos de informática de acordo com a norma ISO, que regulamenta a padronização. Terão, também, mobiliário tipo ergonômico, obedecendo aos padrões da ABNT para garantir conforto e segurança para os juízes e servidores da Justiça do Trabalho.

De acordo com a Coordenadoria de Engenharia e Manutenção do Tribunal, o local ficará apto para receber a Central de Atendimento, Área de Integração Cultural, Sala do Advogado, Sala de Juízes, Recepção, nove Varas Trabalhistas, Central de Mandados, Distribuição dos Feitos, Auditório com capacidade para 150 pessoas, Serviço de Saúde, Biblioteca, Sala de Cursos, Protocolo, Almoxarifado, Administração do Fórum e uma agência da Caixa Econômica.

O Termo do Convênio que vai permitir a relocação das Varas do Trabalho foi assinado pelo presidente do TRT, juiz Afrânio Melo, pelo superintendente regional da Caixa, Jorge Gurgel e pelo empresário Eronaldo Maia.

De acordo com Bivar Olinto, arquiteto do TRT, até o final do próximo mês estarão concluídas as obras de adaptação de cabeamento lógico e elétrico e dos dutos para sistema de ar condicionado. Já foram iniciadas as colocações do novo piso e forro.

Para o empresário Eronaldo Maia, proprietário do Empresarial João Medeiros, receber o Fórum Maximiano Figueiredo no Empresarial é como a chegada de um filho que nasce e sempre traz alegria. “É mais um passo pelo engrandecimento do Empresarial”, disse. O TRT vai ocupar dois pavimentos e mais um imóvel no térreo.

Semana passada o presidente do TRT visitou o local acompanhado do diretor administrativo do Regional, Alexandre Gondim, que foram recebidos pelo empresário Eronaldo Maia.