Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2006 > 10 > TRT conclui implantação da Carta Precatória Eletrônica

TRT conclui implantação da Carta Precatória Eletrônica

A ferramenta vai deixar o TRT da Paraíba como o terceiro Regional brasileiro a ter o sistema

Ações do documento

publicado: 03/10/2006 09h49 última modificação: 30/09/2016 10h23

A Secretaria de Informática do Tribunal Regional do Trabalho conclui nesta próxima quinta-feira, dia 05, a implantação do Sistema de Carta Precatória Eletrônica. A ferramenta que é utilizada para o envio de documentos como intimação de testemunhas, pedido de penhora de bens e até execução de créditos trabalhistas em jurisdição diferentes de onde a ação foi originada, vai deixar o TRT da Paraíba como o 3º Regional brasileiro a ter o sistema.

O presidente do TRT, juiz Afrânio Melo disse que “para a Justiça do Trabalho, o sistema traz economia em tempo, transporte, correios e material de consumo. Uma comunicação que pode levar até 10 dias ao seu destino, pode alcançá-lo em até 10 minutos”. O magistrado lembrou ainda que com a ferramenta, o juiz expede a carta precatória e, de imediato o juiz de outra Vara recebe a comunicação passando a exercer e praticar o ato solicitado.

O Fórum Maximiano Figueiredo, de João Pessoa, foi o primeiro setor da Justiça do Trabalho a receber o sistema. A implantação foi feita pelo servidor Ronaldo Farias, com palestra feita para um público formado por juízes e servidores. De acordo com o servidor Max Frederico, da Secretaria de Informática do TRT, o sistema foi implantado primeiro no Fórum Irenêo Jofilly, de Campina Grande e nas Varas do Trabalho de Sousa e Cajazeiras e em seguida implantado em Catolé do Rocha, Itaporanga, Patos e Picuí.

Foi instalado nas Varas Trabalhistas de Guarabira, Areia, Monteiro e Taperoá e até a próxima quinta, dia 05, será instalado nas Varas do Trabalho de Monteiro e Itabaiana. O sistema, segundo Max Frederico é uma ferramenta criada para agilizar o serviço de emissão de cartas precatórias.