Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2007 > 03 > Dia da mulher será marcado por adesão a programa de gestão pública

Dia da mulher será marcado por adesão a programa de gestão pública

O Gespública tem a finalidade de melhorar a qualidade dos serviços públicos. O TRT fará uma programação especial

Ações do documento

O Tribunal Regional do Trabalho fará uma programação especial para marcar e homenagear as mulheres. Ao invés do dia 8 de março, a presidente do TRT, juíza Ana Clara Nóbrega, transferiu as comemorações para a próxima segunda-feira.



Às 11h as mulheres, juízas e servidoras do TRT, serão recebidas por voluntárias da Rede Feminina de Combate ao Câncer, que distribuirão panfletos sobre a importância da prevenção do câncer de mama e de útero e pelo Coral 13ª Em Canto, formado por servidores do Regional e regido pelo maestro Carlinhos Telles.

À tarde, às 14h30, a presidente do TRT, Ana Clara Nóbrega, abre a solenidade, que será marcada pela palestra da desembargadora federal Margarida Cantarelli, do TRF da 5ª Região, Pernambuco. Haverá ainda a leitura de um texto especial sobre as mulheres por uma servidora do TRT e nova apresentação do Coral 13ª Em Canto. Encerrando, haverá a apresentação de peça teatral e distribuição de rosas e chocolates para as mulheres.

Em seguida o Tribunal Regional do Trabalho da Paraíba inicia os procedimentos para a implementação do Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização – Gespública. O Programa foi instituído pelo Ministério do Planejamento em 2005 com a finalidade de contribuir para a melhoria da qualidade dos serviços públicos prestados aos cidadãos e para o aumento da competitividade do país.

Política focada em resultados

O Gespública é a fusão dos Programas da Qualidade no Serviço Público e do Programa Nacional de Desburocratização. É a mais arrojada política pública formulada para a gestão focada em resultados.

Pretende motivar e educar os servidores para uma mudança de postura objetivando a excelência no atendimento. Um dos pontos de destaque é desenvolver-se dentro do espaço constitucional demarcado pela impessoalidade, legalidade, moralidade, publicidade e eficiência para a prestação de serviço de qualidade e rapidez para o público.

As ações para a implementação do programa estão sendo encaminhadas pela atual presidente do TRT juíza Ana Clara de Jesus Maroja. Em 2000, durante a gestão do juiz Ruy Eloy, o TRT aderiu ao programa. Em 2003 a então presidente Ana Madruga criou o Fórum Estratégico do Programa de Qualidade do TRT.

Segundo informações do assessor especial da presidência, Vicente Teixeira Rocha, já estão sendo realizadas as reuniões com chefes de gabinete e diretores. No próximo mês de abril inicia-se o processo para a primeira auto-avaliação e no período de abril a dezembro será realizado o Plano de Melhoria e Capacitação dos servidores do TRT.