Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2007 > 07 > Serviço atende a quase 5 mil pessoas em 45 dias

Serviço atende a quase 5 mil pessoas em 45 dias

Ações do documento



A Central de Atendimento ao Público do Fórum Maximiano Figueiredo, em João Pessoa, registrou quase três mil atendimentos no mês de junho. Com apenas um mês e meio de funcionamento, a Central já é um dos principais meios de integração entre o público e a Justiça do Trabalho.

Em junho foram atendidos 924 reclamantes (pessoas que entram com um processo na Justiça do Trabalho), 363 reclamados e 1.377 advogados. Foram consultados 5.516 processos nas nove Varas do Trabalho de João Pessoa e do interior. Além disso foram processadas 11 reclamações a termo. Essas reclamações são feitas diretamente pelo Trabalhador, sem a presença de advogado e o trabalhador já fica sabendo o dia, a hora e a Vara do Trabalho onde será realizada a primeira audiência.

Nos 14 dias de funcionamento do mês de maio, a Central atendeu 2.093 pessoas. Uma pesquisa feita com os usuários na Central desde que começou o atendimento apresentou um percentual de 80% de aprovação do público. A Central de Atendimento foi idealizada na administração do ex-presidente do TRT Afrânio Melo com o objetivo de estabelecer rotinas de trabalho para facilitar o atendimento aos jurisdicionados, e instalada e colocada em funcionamento na gestão da atual presidente, juíza Ana Clara Nóbrega.

“A Central faz parte de uma política de bem servir ao público. É uma das metas do Gespública, o Programa Nacional de Gestão Pública, que está sendo implantado no TRT”, disse Ana Clara.

Acompanhamento dos processos sem ir às Varas

Todas as pessoas que se dirigirem a Central de Atendimento do Fórum podem ter acesso a informações antes apenas obtidas nas Varas do Trabalho. É possível, por exemplo, fazer o acompanhamento de processos em todas as instâncias, inclusive no Tribunal Superior do Trabalho e Supremo Tribunal Federal. A Central de Atendimento também facilitou a vida do advogado que pode solicitar o extrato com todas as informações do processo e, se ainda assim precisar ir até a Vara do Trabalho, com essas informações terá o atendimento agilizado.

Segundo o diretor do Fórum Maximiano Figueiredo, juiz Paulo Henrique Tavares da Silva o funcionamento no primeiro mês (maio) excedeu as expectativas. “Estávamos contando com alguma resistência na mudança de hábito, mas a grande procura mostrou o contrário”. Ele adiantou, inclusive, que o serviço, em breve, terá aprimoramentos.

“A próxima meta é melhorar o serviço de aternação – onde o usuário pode dar entrada em um processo sem advogado e também emitir as guias de pagamento, sem a necessidade de ser feito nas Varas do Trabalho. A central colabora para desafogar as Varas através do atendimento presencial e telefônico”, ressalta o juiz.

Todos os serviços de atendimento ao público são concentrados na Central que funciona, na segunda-feira das 11hs às 17hs, nas terças, quartas e quintas-feiras das 7h00 às 14h00 e nas sextas-feiras das 7 às 13h00. Também funciona o Tele Atendimento através do número 3533-6400. Um servidor especializado fica de plantão para atender as ligações. Por telefone é possível fazer consultas de processos e acompanhamento, tanto na 13ª Região quanto no TST e no Supremo Tribunal Federal.