Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2007 > 10 > Qualidade mobiliza servidores e aprofunda conhecimento de ações

Qualidade mobiliza servidores e aprofunda conhecimento de ações

Ações do documento

O Ciclo de Debates “Instrumentos do acesso da população ao TRT” realizado pela Equipe do Critério 03 (cidadão e sociedade) do Programa Nacional de Gestão Pública (GesPública) apresentou o trabalho desenvolvido pela Secretaria da Corregedoria. Este foi o terceiro setor do Regional a mostrar as ações que vem sendo executadas. A exposição foi feita pelo Secretário da Corregedoria, Abílio de Sá Neto, no auditório do Pleninho aos diretores do Regional.

A primeira palestra foi feita pela Ouvidoria e a segunda pela Secretaria de Informática. Já está agendada a apresentação da Central de Atendimento do Fórum Maximiano Figueiredo, no mês de outubro próximo. O objetivo, segundo o Assessor Especial da Presidência,

Vicente Rocha, é nivelar os conhecimentos e permitir a efetiva participação das equipes do GesPública.

Os setores que já participaram do ciclo de debates estão apresentando os principais meios de acesso à Justiça do Trabalho. São inúmeros os serviços que o TRT da Paraíba disponibiliza para facilitar esse acesso. Para oferecer melhores serviços aos jurisdicionados, a presidente do TRT, juíza Ana Clara tem investido em novas tecnologias. O objetivo é agilizar e melhorar o atendimento aos que procuram a Justiça do Trabalho. Os serviços disponíveis a população podem ser encontrados no site da instituição (www.trt13.gov.br) ou através de telefones.

Na palestra sobre a Corregedoria, foi mostrado o trabalho que busca a padronização dos procedimentos das Varas do Trabalho “para a excelência da qualidade de gestão com a entrega da prestação jurisdicional de forma rápida e eficiente. Perseguimos a modernização do Poder Judiciário para garantirmos serviços eficientes, eficazes e de qualidade”, disse Abílio Sá Neto, adiantando que a meta atual da Corregedoria é o processo digital.

As correições ordinárias e periódicas têm por objetivo inspecionar e orientar, de forma permanente, as atividades jurisdicionais desenvolvidas na 1ª Instância.