Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2007 > 10 > TRT lança projeto de inclusão digital para alunos de escolas públicas

TRT lança projeto de inclusão digital para alunos de escolas públicas

Ações do documento

Com o objetivo de apresentar a alunos de escolas públicas da Paraíba, o mundo da tecnologia, a Secretaria de Informática do Tribunal Regional do Trabalho lançou na semana passada o Projeto e-saber - Inclusão Digital. A idéia é oferecer oportunidade aos estudantes de 14 a 17 anos para que conheçam e experimentem o novo mundo. “É a contribuição do Tribunal para o fortalecimento da capacidade de organização, do nível educacional e auto-estima, melhorando de alguma forma a qualidade de vida desses alunos”, disse a presidente do Regional, juíza Ana Clara Nóbrega ao fazer a abertura do Projeto.

A primeira turma que vai fazer o curso e-saber está formada por 15 alunos da Escola Municipal Frei Afonso, que fica na avenida Aírton Senna, no bairro Baixo Róger em João Pessoa. Após a abertura do Projeto as aulas tiveram início. Elas estão sendo ministradas no Laboratório de Informática da Seinf. A professora Renata Marinho, que também é secretária da Escola, acompanhou os alunos. Segundo ela a oportunidade dada aos alunos é de grande importância no processo de aprendizado. “Estamos todos felizes por termos sidos os primeiros escolhidos para participar do Projeto”, revelou.



Ao receber os alunos da primeira fase do projeto, a juíza-presidente lembrou que é necessário acompanhar a informática e seus avanços. “É importante que vocês se esforcem e tirem o máximo de proveito dessas aulas. O nosso Tribunal tem o maior prazer em poder ajudar no crescimento intelectual desses jovens”. Para o diretor da Seinf, Max Guedes, o mais importante do Projeto é poder dividir com os estudantes o aprendizado que a equipe da Secretaria possui. “Espero que vocês adquiram conhecimento que possa ajudar na vida futura”, disse.

O Diretor Geral do TRT, Carlos Melo destacou que o Projeto e-saber já começa vitorioso. “O TRT é pioneiro nesse novo perfil do Poder Judiciário, porque já lançou vários projetos na área social e todos têm sucesso”. Ele parabenizou a equipe da Informática que criou o projeto e também a presidente juíza Ana Clara, que abraçou a idéia. Já o presidente da Credjust Francisco Carlos disse que o e-saber é um processo de alcance social de grande importância para o TRT e também para a Cooperativa, já que abrem as portas para a comunidade. O Credjust é parceiro do Regional nos programas sociais e culturais.

Na solenidade de abertura estiveram presentes o diretor-geral do TRT, Carlos Melo, a chefe de gabinete da Presidência, Marylad Medeiros, e os diretores de Informática, Max Guedes e de Serviços Gerais Baltazar Pequeno. Além deles, a professora Renata Santos, da Escola Afonso Pena, o presidente da Credjust Fracisco Carlos, Diretor Operacional Joy Alan e a gerente Alessandra Marinho, bem como a equipe da Seinf responsável pela criação do Projeto e-saber, Luiz Alberto, Elsie Fátima, Ericson Benjamim, Fernando Gambarra, Luíza Lúcia, Otaviano Alcântara, Rogério Nunes, David Tedson, Omar Khayam e Silvio Lucas.