Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2008 > 05 > Terceira turma do E-Saber teve início ontem no Fórum da Capital

Terceira turma do E-Saber teve início ontem no Fórum da Capital

Estudantes terão aulas de informática e receberão noções de Direito e do Estatuto da Criança e do Adolescente

Ações do documento

“É uma grande satisfação para a Administração do Tribunal iniciar mais uma etapa do Projeto E-Saber. Além da missão de julgar processos, a instituição tem o compromisso social de oferecer aos estudantes de escolas públicas, o curso básico de informática”, disse o Diretor Geral do TRT, Carlos Melo. O Projeto idealizado pela Secretaria de Informática do Tribunal foi abraçado pela presidência e iniciou ontem sua terceira turma que veio com uma novidade.

O curso de Introdução a Informática, Windows e Internet para alunos da rede pública ministrado, voluntariamente, por servidores da Seinf vai receber um reforço de conhecimento na área do Direito. Juízes do TRT vão ministrar aulas sobre Direito Constitucional, do Consumidor e do Trabalho, bem como do Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA, oferecido pela Associação dos Magistrados do Trabalho – Amatra 13.

Trata-se do projeto “Programa Trabalho, Justiça e Cidadania” da Amatra 13 que tem como objetivo aplicar noções do Direito a jovens estudantes de baixa renda da Capital. Estão engajados nessa primeira fase os juízes Mirela Cahu, Ana Beatriz Fernandes, Lílian Leal, Nayara Queiroz, Adriano Dantas e Íris Diógenes.

O diretor do Fórum Maximiano Figueiredo, juiz Paulo Henrique Tavares deu as boas vindas aos estudantes e recomendou: “Aproveitem essa oportunidade porque tudo hoje em dia gira em torno da informática. A experiência é rica e valerá para o futuro de vocês”.

O diretor de Informática do TRT, Max Guedes, responsável pelo Projeto E-Saber lembrou aos estudantes que existem grupos de servidores do Tribunal que estão trabalhando para garantir um treinamento satisfatório e 100% de aproveitamento do curso. “Nosso objetivo é passar para vocês esse instrumento que é o conhecimento e a informação e didivir o que aprendemos ao longo de nossa vida profissional”, disse.

Parceria

O presidente da Amatra 13, juiz André Machado, acompanhado pela vice-presidente da Associação, juíza Ana Paula Cabral Campos recebeu os estudantes no auditório do Fórum e revelou que, o que a Associação está propondo é a oportunidade para se colocar em prática o “Programa Trabalho, Justiça e Cidadania”, que já existe em todo o país. “Os juízes que estão engajados no projeto vão transmitir para vocês os direitos e os deveres básicos do cidadão”, disse o magistrado, destacando que o próximo passo será oferecer aos estudantes a oportunidade de assistir as audiências.

O curso da terceira turma é formada por estudantes da Municipal Frutuoso Barbosa da faixa etária de 16 a 18 anos. O curso foi dividido em três módulos: Introdução a Informática, Windows e Internet, que tem como instrutores Ericson Benjamin e Juliana Lira; Microsoft Word e Editor de Texto, Rogério Nunes e Elsie de Fátima e Microsoft Excel, Geilson Carlos e Danielle Sarmento.

Capacitação

Os estudantes terão duas aulas por semana perfazendo um total de 30horas/aula. Já as aulas de Noções do Direito também terão carga horária de 30/horas aula, conforme revelou o presidente da Amatra 13, juiz André Machado. Segundo ele, o Programa visa capacitar jovens estudantes de baixa renda da Capital com noções de direito trabalhista, constitucional, do consumidor, da criança e do adolescente, entre outros.

As aulas estão sendo ministradas no Fórum Maximiano Figueiredo no turno da tarde. “Ao final do Programa, os alunos receberão certificados”, revelou o juiz André Machado, lembrando que o Programa Trabalho, Justiça e Cidadania foi lançado em dezembro de 2004, pela Anamatra e já se espalhou por vários Estados brasileiros. O patrocínio da terceira turma do E-Saber, que inclui fardamento, transporte, alimentação e material didático, é da Amatra 13. Ontem foi feita a entrega de todo o material didático necessário para acompanhamento das aulas.