Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2008 > 08 > Três novos juízes tomaram posse no TRT

Três novos juízes tomaram posse no TRT

Magistrados foram transferidos pelo processo de remoção nacional

Ações do documento

publicado: 26/08/2008 08h33 última modificação: 30/09/2016 10h20

Os juízes substitutos do Trabalho, Rodrigo Samico Carneiro, Alberico Viana Bezerra e José Guilherme Marques Júnior tomaram posse nesta segunda-feira, 25, no gabinete da presidência do TRT. A solenidade de posse foi presidida pelo vice-presidente juiz Edvaldo Andrade que está no exercício da Presidência.



Os juízes do Trabalho Rodrigo Samico e Alberico Viana Bezerra vieram do Estado do Maranhão, e vão ocupar no TRT da Paraíba as vagas dos juízes André Avellar de Aquino e Nayara Queiroz Mota de Souza, que passaram à titularidade e hoje atuam nas Varas do Trabalho de Itaporanga e Sousa, respectivamente. O juiz substituto José Guilherme Marques Júnior veio removido do Mato Grosso e vai ocupar a vaga deixada pela juíza Luíza Eugênia Pereira Arraes. Os recém empossados foram transferidos por remoção nacional.

O juiz Edvaldo Andrade saudou os empossados e ressaltou a importância da abnegação do cargo em favor da competência e eficiência. “As felicitações que lhes dirijo são acompanhadas de advertência sobre a seriedade da magistratura, carreira que se constitui em sacerdócio, que requer do juiz abnegação e humildade. Não me refiro à humildade significando subserviência ou fraqueza, mas no sentido de o magistrado reconhecer suas deficiências, mostrando-se disposto a corrigi-las, e a respeitar e compreender as dos seus semelhantes”, disse. Estiveram presentes o presidente da Amatra, juiz André Machado e a vice presidente da entidade juíza Ana Paula Cabral Campos, além de diretores do TRT.

O presidente da Amatra saudou os empossados e disse que tanto eles quanto o Tribunal ganham com a remoção. Em nome dos empossados o juiz José Guilherme Marques Júnior agradeceu o apoio que recebeu da direção do Regional paraibano durante todo o processo de transferência e ressaltou a importância da remoção nacional.