Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2008 > 08 > Vara do Trabalho de Catolé passa por Correição Ordinária

Vara do Trabalho de Catolé passa por Correição Ordinária

Ações do documento

Em um ano a vara do Trabalho de Catolé do Rocha recebeu 131 processos. A unidade passou por Correição e foi constatado que o prazo para a primeira a audiência a partir da entrada do processo é de menos de 20 dias. Já o prazo médio para o julgamento dos processos do chamado rito sumaríssimo, quando os valores não ultrapassam 40 salários mínimos, é de 23 dias. Já para as ações trabalhistas normais é de 44 dias. Em relação a produtividade, o resultado da Correição apontou que a Vara do Trabalho, que tem como juíza titular Maria Íris Diógenes Bezerra, encontra-se rigorosamente em dia.

 

A presidente e corregedora do Tribunal Regional do Trabalho, juíza Ana Clara Nóbrega aproveitou a realização da Correição para divulgar as novas diretrizes da administração, voltadas para a modernização do sistema de informática “que permitirá maior agilidade no dia-a-dia de juízes, servidores, partes e advogados”. A magistrada ressaltou que a implantação do processo eletrônico em todas as Unidades Judiciárias do Regional faz parte de um projeto da administração.

 

A equipe da Corregedoria também está aproveitando as correições para  divulgar as novas ferramentas do SUAP e a utilização do sistema de gerenciamento de informações, que têm proporcionado mais qualidade ao trabalho realizado nas Unidades de 1ª Instância.

Amanhã e quinta-feira a equipe da Corregedoria vai estar em Itabaiana e ainda estão previstas para este mês correições nas Varas do Trabalho de Patos, Areia e 8ª de João Pessoa. No primeiro semestre deste ano já foram realizadas 19 Correições.