Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2008 > 09 > Hospital Infantil se antecipa, quita dívida trabalhista e tira prédio de penhora

Hospital Infantil se antecipa, quita dívida trabalhista e tira prédio de penhora

A negociação foi conduzida pela presidente do Tribunal Regional do Trabalho, juíza Ana Clara Nóbrega

Ações do documento

O Hospital Infantil Doutor João Soares negociou o pagamento de uma dívida trabalhista e garantiu a retirada da penhora do prédio, que fica na avenida Cruz das Armas, em João Pessoa. A própria direção da Instituição se antecipou e buscou a negociação, conduzida pela presidente do Tribunal Regional do Trabalho, juíza Ana Clara Nóbrega.

A dívida, no valor de R$ 6.100,00, foi dividida em cinco parcelas. No momento do acordo a reclamante já recebeu R$ 2.100,00 e, no período de quatro meses, receberá o restante em parcelas iguais de R$ 1.000,00, depositadas em conta no Banco do Brasil.

O advogado do Hospital Infantil Doutor João Soares, Roberto de Oliveira Batista, elogiou a Justiça do Trabalho pelo investimento na cultura da conciliação. “Essa facilidade de se buscar a conciliação é elogiável. Fomos recebidos sem nenhuma burocracia, com rapidez e com o atendimento cordial, prestativo e eficiente da presidente, juíza Ana Clara e da equipe da Assessoria Jurídica do TRT”, destacou.

 

Filantrópico

O Hospital Infantil Doutor João Soares não tem fins lucrativos e existe desde 1946. Tem atendimento ambulatorial e internação e sobrevive de doações e de campanhas desenvolvidas pela comunidade. São 60 leitos para atendimento de crianças e adolescentes (até 15 anos), para uma clientela formada por moradores dos bairros da zona sul de João Pessoa e municípios de Bayeux, Santa Rita, Conde, Caaporã, e Alhandra.

Na semana passada, uma decisão do TRT havia confirmado a penhora do prédio para o pagamento da dívida trabalhista. Agora, com a negociação e conciliação, a própria Justiça do Trabalho se encarregará de dar baixa na penhora, imediatamente após a conclusão do pagamento da dívida, que foi parcelada.