Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2009 > 01 > Presidente do TRT reúne Juízes e recebe sugestões para melhorar a prestação

Presidente do TRT reúne Juízes e recebe sugestões para melhorar a prestação

Encontro aconteceu em dois turnos na sala de reuniões da Presidência

Ações do documento

publicado: 21/01/2009 10h13 última modificação: 30/09/2016 10h19

                 O presidente do Tribunal Regional do Trabalho, juiz Edvaldo de Andrade reuniu, na semana passada, Juízes Titulares e Substitutos das Varas do Trabalho de todo o estado  para tratar de assuntos de interesse da Instituição. O objetivo foi ouvir os magistrados. “Meu gabinete estará sempre aberto para fazer uma gestão participativa”, disse o juiz-presidente, destacando que vai examinar cada sugestão ou crítica apresentada pelos magistrados.

A intenção do encontro foi garantir eficiência e celeridade na prestação de serviços. O juiz-presidente ouviu a todos, e garantiu esforços para resolver possíveis problemas apontados que possam afetar a jurisdição. A necessidade de maior interação entre Juiz Titular e Substituto e, ainda, a obrigatoriedade de o substituto permanecer na Vara, foi uma das exigências feitas pelo juiz-presidente aos magistrados.

 No período da tarde, a reunião foi com os Juízes Substitutos, ocasião em que o juiz-presidente revelou a importância da parceria e interação com os Juízes  Titulares. O presidente do TRT reforçou a transparência das decisões que tomará, mesmo com as dificuldades próprias de determinados problemas. Ressaltou que a participação de todos na Administração, diretamente ou por meio da Amatra, é essencial no sucesso do Tribunal.

O juiz André Machado participou das duas reuniões como Presidente da Associação dos Magistrados do Trabalho – Amatra 13. Apresentou diversas sugestões para garantir melhoria no atendimento ao jurisdicionado. De acordo com o magistrado, o encontro teve como objetivo estreitar o diálogo entre as 1ª e 2ª Instâncias, visando encontrar soluções para os problemas comuns aos magistrados.

“Esse encontro promovido pelo juiz Edvaldo de Andrade demonstra a preocupação da Administração em solucionar os problemas. É a prova de que será realmente uma Administração participativa e democrática”, disse.