Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2009 > 01 > Projeto Arrematar acontece amanhã em Campina Grande

Projeto Arrematar acontece amanhã em Campina Grande

Ações do documento

publicado: 20/01/2009 07h43 última modificação: 30/09/2016 10h19

O auditório do Fórum Irenêo Joffily, em Campina Grande, vai sediar, amanhã, a primeira edição do ano do Projeto Arrematar do Tribunal Regional do Trabalho, a partir das 9h. Serão ofertados em leilão bens de 174 de processos para a venda de móveis e imóveis com o objetivo de pagar dívidas trabalhistas.

Duas grandes áreas de terras com benfeitorias serão ofertadas no leilão do TRT. Nove lotes que estão em nome da Congregação das Filhas da Imaculada Conceição, que inclui o prédio do Colégio Santa Bernadete contendo 72 salas, além de quadra de esportes. O imóvel foi avaliado em R$ 951 mil e o lance mínimo deverá ser de R$ 380.400,00. Outra grande área está localizada no Distrito Industrial e possui 74.800 metros quadrados, contendo um refeitório e dois galpões, avaliada em R$ 2 milhões 941 mil, com lance mínimo de R$ 1,1 milhão.

Também estão sendo ofertados um trator agrícola marca Massey Ferguson, em razoável estado de conservação, avaliado em R$ 27 mil com lance mínimo no valor de R$ 8 mil e 600. Um automóvel Celta Life 2007, modelo 2008, cor prata, avaliado em R$ 24 mil estará no leilão com lance mínimo a partir de R$ 4,8 mil.

No edital consta ainda um apartamento no centro de Campina Grande, no Edifício Clementino Procópio, contendo uma sala com varanda, uma cozinha, dois quartos, no total de 50 metros quadrados de área avaliado em R$ 50 mil com lance mínimo de R$ 20 mil.

Edital na internet

O edital, que já está no endereço eletrônico www.projetoarrematar.com.br traz a lista completa de todos os bens com o valor da avaliação e o lance mínimo O arrematante deverá garantir o lance com o sinal de 20% do seu valor, no ato da arrematação. O restante do lance deverá ser pago em 24 horas. Os bens poderão ser arrematados pelo maior lance ofertado individualmente ou por lote, o que será analisado e decidido pelo juiz titular da Central de Mandados, Sérgio Cabral dos Reis.

Na hipótese de bens imóveis, o lance poderá ser parcelado, desde que as parcelas não sejam inferiores a 1/10 do valor da avaliação do bem. Entre os bens estão, ainda, terrenos, casa, apartamentos, automóveis, motocicletas, compressores, equipamentos eletrônicos, combustíveis, tijolos e mobiliário.

Todas as pessoas, exceto os servidores da Justiça do Trabalho podem participar do leilão. O cadastramento será feito antes do início do evento, no auditório do Fórum Irenêo Joffily. É necessário preencher um questionário e apresentar os documentos pessoais.