Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2009 > 08 > Mega-leilão de João Pessoa arrecada quase um milhão de reais

Mega-leilão de João Pessoa arrecada quase um milhão de reais

Nesta quinta-feira o Projeto Arrematar acontece em Campina Grande

Ações do documento

publicado: 20/08/2009 08h01 última modificação: 30/09/2016 10h18


A segunda edição deste ano do Projeto Arrematar em João Pessoa arrecadou cerca de R$ 800 mil. Os números foram divulgados pela Central de Mandados e Arrematação Judicial da Capital. Do total de processos colocados no edital do leilão, 42 foram retirados de pauta pelo pagamento ou conciliação da dívida trabalhista e mais de 100 foram a leilão. Houve arrematação em 63.

Com as arrematações o mega-leilão arrecadou R$ 576.583,00 e com o pagamento das dívidas, R$ 212.081,30. Os valores somados chegam a R$ 788.664,30.

Segundo a juíza Taís Priscila Ferreira, coordenadora da Central de Mandados, a edição do Projeto Arrematar foi um grande sucesso “O objetivo do projeto, que é a solução dos processos, vem sendo incontestavelmente alcançado. A cada edição o projeto demonstra sua efetividade, com grande número de remições, parcelamentos e conciliações pelos executados, além, é claro, dos valores arrecadados com a hasta pública”, disse.

Sedes Iate Clube, Cabo Branco, hotel Ouro Branco e Norfil são retiradas da pauta

O Iate Clube da Paraíba, sede da praia do Bessa, estava para ser leiloado para o pagamento de uma dívida trabalhista de R$ 7.828,72. Fechou o acordo em R$ 4 mil e evitou que o prédio fosse vendido. O clube Cabo Branco parcelou uma dívida com a Fazenda Pública Nacional no valor de R$ 32.490,25.

Já o hotel Ouro Branco conciliou a dívida trabalhista no próprio TRT, e teve o processo retirado do edital. Outros bens, como a indústria Norfil, foram retirados de pauta por decisão judicial.

Um dos bens mais valiosos vendidos em leilão foi uma mini granja localizada na praia de Jacumã. Estava avaliada em R$ 100 mil, mas foi arrematada por R$ 142,8 mil. O leilão aconteceu no auditório do Fórum Maximiano Figueiredo, no Fórum de João Pessoa, onde mais de 600 pessoas se cadastraram para participar pessoalmente do leilão e cerca de 500 participaram via internet. Para se ter uma idéia do sucesso do leilão, um aparelho de ar condicionado recebeu 81 lances.

TRT de Pernambuco conhece o Arrematar

O presidente do TRT, desembargador Edvaldo de Andrade recebeu, ao lado da juíza Tais Priscilla, os juízes do TRT de Pernambuco (6ª Região), Guilherme de Morais Mendonça e Lucas de Araújo Cavalcanti, que vieram conhecer de perto o funcionamento do Projeto Arrematar.

O juiz ouvidor do TRT pernambucano, Guilherme de Morais Mendonça, disse que o projeto é uma ferramenta importante para as soluções trabalhistas e elogiou a iniciativa do TRT paraibano. “Queremos parabenizar o Tribunal da Paraíba por tão brilhante idéia, pois o Projeto Arrematar é essencial para solucionar dívidas trabalhistas. O processo será implantado em Pernambuco”, disse o ouvidor.

Nesta quinta-feira mega leilão acontece em Campina Grande

Acontece nesta quinta-feira em Campina Grande, no Fórum Irenêo Joffily, a partir das 9h, a segunda edição deste ano do Projeto Arrematar. No mega-leilão os arrematantes vão encontrar desde móveis, imóveis, equipamentos agrícolas e eletro-eletrônicos, 520 pares de solado de calçados, 928 sacos para limpar chão, 28 postes de concreto e até um piano Leland Chicago.

Em Campina Grande o leilão também será realizado nas formas presencial e à distância, via internet. Para participação é necessário que o interessado esteja cadastrado conforme às regras do Sistema de Leilão Eletrônico, que estão no site do TRT da 13ª Região (www.trt13.jus.br). Boa parte dos bens pode ser conferida em fotografias. O leiloeiro oficial é Alexandre Nunes.

A primeira edição do ano do Projeto Arrematar em Campina Grande aconteceu em janeiro e arrecadou R$ 2 milhões, 870 mil. Já em João Pessoa a 1ª edição foi realizada em maio passado, com valores arrecadados de R$ 1.039.962,00.