Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2009 > 12 > Desembargadores aprovam Plano de Gestão Estratégica do TRT

Desembargadores aprovam Plano de Gestão Estratégica do TRT

Ações do documento

publicado: 10/12/2009 16h08 última modificação: 30/09/2016 10h17


 


O Tribunal Pleno votou, nesta quinta-feira, 10, o Plano de Gestão Estratégica do Tribunal Regional do Trabalho para os próximos cinco anos. A aprovação, por unanimidade, aconteceu durante a última sessão administrativa do ano. O Plano de Gestão Estratégica foi elaborado durante o Fórum de Gestão Estratégica que aconteceu no auditório do Hardmann Hotel nos dias 18,19 e 20 de novembro último. O Plano promoveu o planejamento de objetivos, metas e ações do TRT para os anos de 2010 a 2014, e  atende a Resolução nº 70 do Conselho Nacional de Justiça – CNJ. 

 




O presidente do TRT, desembargador Edvaldo de Andrade, ressaltou que a elaboração do Plano de Gestão Estratégica do Regional foi um trabalho árduo, mas que é essencial para a manutenção do TRT da 13ª Região como referência na promoção da Justiça. Ele destacou que a elaboração contou com a participação de magistrados e servidores e o resultado foi elogiado pelo representante do Núcleo de Gestão Estratégica do CNJ, Joel Solon Farias de Azevedo.


O desembargador Edvaldo de Andrade destacou também a coordenação da Assessoria de Gestão Estratégica do TRT da Paraíba, que tem como titular Samuel Norat, durante a elaboração do Plano e agradeceu a participação de servidores especialistas dos tribunais do Mato Grosso e do Pará “Todos nós tivemos o compromisso de elaborar um planejamento que seja possível de ser cumprido” disse o presidente.


O TRT da Paraíba economizou cerca de R$ 250 mil reais quando optou por não contratar uma instituição para ajudar na elaboração do Plano de Gestão Estratégica. O vice-presidente do TRT da Paraíba, desembargador Paulo Maia, ressaltou que todas as decisões tomadas durante a elaboração do plano foram democráticas.  “Em algumas metas eu fui voto vencido – mas esse Plano é legítimo, fruto de decisões democráticas”. 
 
Sindjuf

Na última sessão administrativa do Tribunal Pleno, o  desembargador Afrânio Melo  sugeriu um voto de aplauso ao Sindicato dos Trabalhadores da Justiça – Sindjuf, que comandou a greve de servidores durante o período em que o desembargador estava no exercício da Presidência. O juiz Afrânio Melo ressaltou que os representantes do Sindicato agiram “de maneira ordeira e séria e observaram as orientações de não promover tumulto”.

OAB
O desembargador Vicente Vanderlei pediu registro para votos de aplausos pela eleição do advogado Odon Bezerra na presidência da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB - seção Paraíba. Ele destacou que o novo presidente é um dos grandes nomes da advocacia nacional e profundo conhecedor do Direito.