Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2009 > 12 > Tribunal encerra mais um curso do Projeto E-Saber

Tribunal encerra mais um curso do Projeto E-Saber

Ações do documento

publicado: 16/12/2009 13h56 última modificação: 30/09/2016 10h17

O Tribunal Regional do Trabalho encerrou mais uma turma do Projeto de inclusão digital - E-Saber. Quinze alunos do Colégio Municipal Professor Arnaldo de Barros Moreira, do bairro dos Novais, em João Pessoa, receberam certificado das mãos do presidente do TRT, desembargador Edvaldo de Andrade. Durante três meses, os estudantes assistiram aulas de introdução a informática, ministrada por técnicos do Regional.

Esta foi a 5ª edição do Projeto de Inclusão Digital – e-Saber, que já atendeu mais de 50 alunos na faixa etária de 15 a 17 anos, todos de escolas públicas de bairros considerados carentes da capital. Os alunos receberam transporte, material didático, fardamento e alimentação, fruto de convênio firmado com a Associação e a Cooperativa dos servidores da Justiça do Trabalho - Astra e Credjust.

>


Na abertura da solenidade de encerramento, o presidente do Tribunal, desembargador Edvaldo de Andrade disse que é muito gratificante ver um trabalho que foi iniciado, ser concluído com êxito. “O momento é de consciência do dever cumprido. Quero aproveitar para parabenizar a todos os alunos e a equipe da Secretaria de Tecnologia da Informação, liderada por Max Frederico, que tem conduzido brilhantemente este projeto”, disse o desembargador. Ele se dirigiu aos concluintes afirmando que o aprendizado do curso vai fazer parte da vida de todos.

>


Semente

O diretor da STI, Max Frederico disse que quando pensou no projeto de inclusão digital, não pensou em formar doutores em informática, mas de lançar sementes e abrir a cabeça dos jovens para uma área que estará presente no futuro. “Espero que a lição inicial sirva, já que informática é uma área que poderá fazer o diferencial na vida de cada um. Gostaria de agradecer ao pessoal da Administração do Fórum e a diretora, juíza Rita Rolim, que tem dispensado apoio total ao projeto".

>


O curso não serviu apenas para introduzir os 15 alunos na área de informática. Estimulou e conscientizou, transformando os alunos, conforme garantiu a diretora da escola, Rosinete Alves de Noronha. “Hoje esses alunos mudaram o comportamento. Estão mais atenciosos e responsáveis com os horários e afazeres escolares. Todos passaram por média”, disse.

>


Antes da entrega dos certificados, o diretor Geral do TRT, Alexandre Gondim fez questão de falar aos concluintes da oportunidade ímpar que tiveram ao participar do curso oferecido pelo TRT. “Que sirva de exemplo para arregaçar as mangas e não parar por aqui. A equipe responsável pelo projeto é formada por Luiz Alberto Santos, Fernando Gambarra, David Tedson, Silvio Lucas da silva, Geilson Carlos Silva de Lima.

>


Sorteio de brindes

Na oportunidade os coordenadores sortearam entre os alunos alguns Pen Drives de 2 giga bytes, que foram doados por Luiz Alberto (STI), Max Frederico (STI), Aryoswaldo Espínola (Corregedoria) e José Vieira (ACS). Os certificados foram entregues pelo presidente do Tribunal, desembargador Edvaldo de Andrade, pelos diretores Geral, Alexandre Gondim e da Secretaria de Tecnologia da Informação, Max Frederico, e também pelos técnicos da STI, Silvio, Geilson, Luiz Alberto, Fernando Gambarra e David Tedson.

O Projeto foi elaborado pelos servidores da STI, Luiz Alberto, Elsie Fátima, Fernando Gambarra, Luíza Lúcia, Otaviano Alcântara, Rogério Nunes, David Tedson e Sílvio Lucas, da Coordenação de Atendimento ao Usuário e é supervisionado pelo diretor da unidade, Max Frederico.

>