Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2010 > 04 > Programa de inclusão digital já atendeu 90 alunos

Programa de inclusão digital já atendeu 90 alunos

Ações do documento



Mais quinze adolescentes estão participando do curso E-Saber de Inclusão Digital promovido por servidores do Tribunal Regional do Trabalho da Paraíba e com o apoio da Amatra 13 – Associação dos Magistrados e Credjust – Cooperativa de Crédito da Justiça do Trabalho. Com nova turma, que já é assistida pelo programa de Erradicação do Trabalho Infantil – PETI do Jardim Veneza, o projeto de inclusão digital já soma 90 adolescentes atendidos.

Os alunos foram recebidos na abertura do curso, pelo chefe de gabinete da presidência, Marcônio Madruga, pelo presidente da Associação dos Magistrados do Trabalho – Amatra 13, juiz André Machado e pelo diretor da Secretaria de Tecnologia da Informação do TRT, Max Frederico Guedes Pereira.

O curso é ministrado voluntariamente por uma equipe da STI formada por Sílvio Lucas, Luiz Alberto, Rômulo Alexandre, Fernando Gambarra e Heverton Sousa. De acordo com o coordenador do PETI em João Pessoa, Adriano Dias, a indicação dos adolescentes que já são assistidos pelo programa para fazer o curso, foi um presente de Deus. “São garotos carentes e o acesso a esse tipo de informação é muito difícil para eles, que não tem condições financeiras para transportes e até comida”, disse.

O secretário Geral da Presidência, Marcônio Madruga justificou a ausência do presidente do TRT, desembargador Edvaldo de Andrade, que se encontrava em Brasília. Deu as boas vindas e observou que “a educação é a única forma de crescer como gente e como família”.

Já o juiz André Machado destacou que a educação é um fator de inclusão e somente com os valores vindos dela, se alcança o mercado de trabalho. “Estamos juntos nessa parceria (TRT e Amatra) porque acreditamos que podemos erradicar o trabalho infantil da nossa comunidade”, observou. O secretário de Desenvolvimento e Ação Social da prefeitura de João Pessoa, Lau Siqueira participou da solenidade e aproveitou a oportunidade para agradecer ao TRT pela oportunidade que concedeu aos adolescentes do PETI. “É uma grande conquista que só podemos alcançar com parcerias”, falou.

Parceria garante infraestrutura

O diretor da STI, Max Pereira, lembrou que essa nova turma soma 90 adolescentes que já passaram pelo curso. “Nós passamos para vocês um pouco do que sabemos porque temos a certeza de que, só com conhecimento podemos construir um futuro melhor”.

Na solenidade estiveram presentes também o diretor adjunto do Núcleo do Jardim Veneza, Adriano Márcio, e a representante da Cooperativa de Crédito da Justiça do Trabalho – Credjust, Fernanda Fernandes.

A Amatra 13 e a Credjust são responsáveis pelo fardamento, material didático, alimentação e transportes dos alunos. Já o TRT empresta os servidores da Secretaria de Tecnologia da Informação para ministrar o curso, que acontece na sala de treinamento do Fórum Maximiano Figueiredo, em João Pessoa.