Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2010 > 05 > Processo Eletrônico começa a ser implantado em Guarabira

Processo Eletrônico começa a ser implantado em Guarabira

Ações do documento



Desde ontem e até a próxima sexta-feira três servidores da Secretaria de Tecnologia da Informação do Tribunal do Trabalho da Paraíba estão treinando os servidores da Vara do Trabalho de Guarabira para a implantação do Processo Eletrônico. Semana passada, o presidente do TRT, desembargador Edvaldo de Andrade, se reuniu com os juízes titular e substituto de Guarabira, a Comissão de Informática, o diretor-geral e o diretor administrativo do Tribunal, para deflagrar a implantação do Processo Eletrônico.


O desembargador Edvaldo de Andrade disse ter convicção do êxito, já que a Vara está totalmente preparada para receber o processo sem papel. O juiz titular da VT de Guarabira, Antônio Cavalcanti da Costa Neto revelou que a unidade vai entrar em uma nova era. Segundo o magistrado, a Justiça do Brasil precisa de mais celeridade e qualidade. “Não é modismo, é uma questão de melhor atender aos usuários”, revelou.


Já o juiz Ubiratan Delgado, que preside a Comissão de Informática do TRT, observou que a Vara de Guarabira será a 12ª da Justiça do Trabalho da Paraíba a instalar o processo eletrônico. “Daremos um passo enorme no futuro próximo, tendo toda a 13ª Região coberta pelo Processo Eletrônico”.


A juíza substituta da Vara de Guarabira, Mirella Cahu disse estar feliz pela escolha daquela Vara para a instalação do Processo Eletrônico. “Vamos atender aos anseios da população e todos vão se beneficiar”.


Segundo  o diretor de Secretaria, Flávio Félix do Nascimento, todos os processos datados de 2007 a 2010 já foram digitalizados, o que vai facilitar a implantação do PE. “Vamos trabalhar bem menos e oferecer uma melhor prestação jurisdicional aos usuários”, disse.


Estiveram presentes ainda a reunião o juiz auxiliar da Presidência, Lindinaldo Marinho; os diretores do TRT, Alexandre Gondim, Diretoria-Geral; Marcônio Madruga, Secretaria-Geral da Presidência, Anderson Pimentel, Secretaria Administrativa; Max Frederico Guedes Pereira, Tecnologia da Informação e Aryoswaldo Espínola, Corregedoria, além do servidor Agenor Costa.