Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2010 > 06 > Fórum de Campina Grande não recebe mais processos em papel

Fórum de Campina Grande não recebe mais processos em papel

Ações do documento

publicado: 08/06/2010 13h31 última modificação: 30/09/2016 10h17

As ações trabalhistas que estão tramitando no Fórum de Campina Grande a partir desta terça-feira não receberão mais nenhuma folha de papel e as novas já nascerão totalmente eletrônicas. Nesta segunda-feira, 07, foi implantado o Fórum Eletrônico de Campina Grande, em uma solenidade que começou às 17h com o descerramento da placa que marca esta mudança histórica.






O presidente do Tribunal Regional do Trabalho, desembargador Edvaldo de Andrade, juntamente com o vice, desembargador Paulo Maia Filho, desembargador Afrânio Melo e o juiz Humberto Halisson, diretor do Fórum Irineu Joffily descerraram a placa.







Em seguida, no auditório, o presidente do TRT da Paraíba, Edvaldo de Andrade, autuou o primeiro processo eletrônico e o vice-presidente, desembargador Paulo Maia fez a distribuição. O Fórum de Campina Grande é formado por cinco Varas do Trabalho, além da Distribuição dos Feitos e Central de Mandados.







O desembargador Edvaldo de Andrade destacou o pioneirismo do TRT conquistado com um trabalho contínuo, marcado pelo novo Suap – Sistema de Administração de Processos, concluído na gestão da então presidente, desembargadora Ana Maria Madruga, o concurso público específico para a área de Tecnologia da Informação, na gestão do desembargador Afrânio Melo e a implantação das primeiras Varas Eletrônicas, pela então presidente Ana Clara Nóbrega. Agradeceu a presença dos presidentes e representantes dos TRTs de outros estados, com saudação em nome da coordenadora do Colégio de Presidentes dos Regionais, desembargadora Eneida Melo.

O diretor do Fórum de Campina Grande, juiz Humberto Halisson ressaltou que a inauguração do Fórum Eletrônico não é uma conquista do TRT, mas da sociedade. “O Processo Eletrônico garante mais agilidade e traz ganhos para o meio ambiente com a enorme quantidade de papel que não será mais usada”, disse.