Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2010 > 08 > Projeto Arrematar arrecada R$ 4,7 milhões em João Pessoa

Projeto Arrematar arrecada R$ 4,7 milhões em João Pessoa

Ações do documento

publicado: 18/08/2010 10h26 última modificação: 30/09/2016 10h16


Um saldo positivo. Foi a avaliação da juíza Ana Paula Cabral Campos, que presidiu os dois primeiros dias da Semana da Arrematação em João Pessoa. O Projeto Arrematar acontece até a sexta-feira em todas as Varas do Trabalho do estado. Nas nove Varas de João Pessoa foram arrecadados R$ 4.712.970,90, resultado de 78 processos dos 110 que foram levados à hasta pública, valores que serão usados para pagamento de dívidas trabalhistas.


Nos dois dias de realização do Projeto Arrematar na Capital, foram colocados 180 processos na pauta. Desses, 32 foram retirados devido a despacho, liminar ou embargo de terceiro. Outros 38 foram pagos, parcelados ou conciliados e apenas 32 tiveram arrematação negativa. O valor arrecadado com o total de bens arrematados foi de R$ 4.289,898,40, que somado ao valor dos bens que tiveram a dívida paga ou conciliada, que foi R$ 423.072,45, chegou ao total de R$ 4.712.970,90.


1º dia
Mais de 2 milhões foram arrecadados somente no 1º dia da Semana da Arrematação, que iniciou na segunda-feira, 16, no auditório do Fórum Maximiano Figueiredo. O total corresponde a 40 lotes de processos da 1ª, 2ª, 3ª e 4ª Varas do Trabalho de João Pessoa. Na terça, foram colocados na hasta pública, bens de processos da 5ª, 6ª, 7ª, 8ª e 9ª Varas do Trabalho.


A Juíza Ana Paula Cabral Campos presidiu o Projeto Arrematar na Capital, sendo auxiliada pelo juiz Alexandre Roque Pinto. O leilão, além de presencial e telepresencial (videoconferência), aconteceu também eletrônico (on line), com o objetivo de atrair um maior número de interessados em arrematar os bens móveis e imóveis.


De acordo com o leiloeiro oficial Alexandre Nunes, os 40 lotes arrematados no primeiro dia somaram R$ 2.232.830,40. Desse total, 17 lotes foram pagos em acordo e outros 22 lotes saíram por motivos diversos, sendo 12 sem licitantes. “O leilão parou no lote 91 e os demais foram apregoados na terça”, disse


Na quinta, dia 19, as arrematações vão ocorrer, paralelamente, em todas as Varas do Trabalho do interior, e na sexta, envolve as cinco Varas de Campina e acontece em parceria com a Justiça Federal no  no auditório da Subseção Judiciária de Campina Grande, durante a 2ª data do Leilão Judicial da JFPB.