Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2010 > 08 > TRT inaugurou a sala de sessões para Turmas de Julgamento

TRT inaugurou a sala de sessões para Turmas de Julgamento

Ações do documento

publicado: 17/08/2010 15h49 última modificação: 30/09/2016 10h16


O presidente do Tribunal do Trabalho da Paraíba, desembargador Edvaldo de Andrade inaugurou nesta segunda-feira, 16, a sala de sessões para Turmas de Julgamento. O miniplenário está instalado no 5º andar do edifício sede e possibilitará o funcionamento simultâneo das duas Turmas (uma na Sala do Pleno e a outra no miniplenário). A transformação do espaço vai aumentar o número de sessões por semana e, consequentemente, o número de processos julgados.

Quanto maior o número de processos julgados, menos tempo o cidadão espera para ter sua questão judicial resolvida. Foi com esse propósito que o presidente do Tribunal resolveu transformar o Centro de Vivência em Auditório desembargador Gil Libânio, onde foi instalada a sala. Hoje o TRT da Paraíba tem um dos menores prazos de julgamento em 2ª Instância do Brasil.

A Corte, formada pelos desembargadores Edvaldo de Andrade, Paulo Maia Filho, Vicente Vanderlei, Francisco de Assis Carvalho e Silva, Ana Madruga, Afrânio Melo e Carlos Coelho de Miranda Freire prestigiou a solenidade, bem como o procurador do Ministério Público do Trabalho José Caetano e o advogado Leonardo Trajano, representante da Ordem dos Advogados do Brasil, além de diretores e servidores do Tribunal.

O presidente do TRT fez o descerramento da placa de inauguração e destacou em seu discurso que “há pouco mais de dois anos o nosso Tribunal dividiu-se em dois órgãos colegiados, com o objetivo de acelerar mais ainda os julgamentos e melhorar os já excelentes prazos que historicamente tem obtido graças ao trabalho incessante de seus desembargadores”. Justificou a instalação do miniplenário afirmando que os desembargadores agora podem aprazar as suas pautas de julgamento com maior tranquilidade.

O desembargador Edvaldo de Andrade aproveitou a oportunidade para agradecer aos servidores da Secretaria Administrativa, que coordenou os trabalhos, com a execução da Coordenadoria de Engenharia e Manutenção do Tribunal. Elogiou o trabalho servidores da Marcenaria pelo excelente serviço executado. Todo o mobiliário (bancada, púlpito e outros detalhes em madeira) foi confecionado pelos marceneiros do TRT. O novo espaço servirá também para reuniões, palestras e cursos. O Auditório desembargador Gil Libânio tem auditório, sala dos desembargadores, copa e banheiros.

Plano de Gestão

Quando assumiu a Presidência do Tribunal do Trabalho, em janeiro de 2009, o desembargador Edvaldo de Andrade apresentou à sociedade um Plano de Gestão com metas para executar durante o biênio. A construção do miniplenário é mais uma dessas ações que se materializou.


TV TRT

No evento, foi apresentado o Projeto TV TRT, com a exibição de um um vídeo de três minutos, mostrando a evolução do projeto. No ano de 2009 o Tribunal comprou equipamentos como câmaras de vídeos, computador específico para edição, baterias e iluminação e neste ano de 2010, em uma ação que mobilizou vários setores administrativos do Regional, principalmente Diretoria-Geral, Secretaria Administrativa através da Comissão Permanente de Licitação, Controle Interno, Secretaria de Planejamento e Finanças e Ordenadoria de despesas, foi possível concluir uma licitação que permitiu a contratação de uma empresa que colocou à disposição do TRT dois profissionais, um editor de imagem e um cinegrafista.

Essa estrutura permitiu, em março deste ano de 2010, o início das atividades do Núcleo de Televisão do TRT. Nestes sete meses de funcionamento, o Núcleo já tem trabalho para mostrar. Além de enviar reportagens que foram veiculadas nos programas jornalísticos nacionais da TV Justiça, o Tribunal criou em seu site um espaço denominado TV TRT 13 para a veiculação de reportagens de todos os eventos que acontecem no Regional. Já estão postadas 23 reportagens na TV TRT. Desse total, cinco foram veiculadas nos programas jornalísticos da TV Justiça.

A pedido da diretoria do Memorial da Justiça do Trabalho, o núcleo de TV está coletando depoimentos de magistrados, servidores, advogados e personalidades com o objetivo de guardar para o futuro a história da Justiça do Trabalho na Paraíba. Já foram coletados mais de 20 depoimentos.

Outro ponto forte do núcleo é a criação. Criar e produzir vinhetas não é fácil e, acima de tudo, é muito caro. O Núcleo de TV do TRT está fazendo este trabalho sem nenhum custo adicional. Seis vinhetas já foram criadas.