Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2010 > 11 > Tribunal vai economizar energia, água, telefone e combustível

Tribunal vai economizar energia, água, telefone e combustível

Ações do documento

publicado: 24/11/2010 08h45 última modificação: 30/09/2016 10h16

Um projeto com o objetivo de estimular o uso racional e a consequente economia de bens como energia elétrica, água e telefone, além de combustível e material de expediente foi implantado no Tribunal do Trabalho da Paraíba na semana passada.


O Programa Racionalizar será acompanhado de uma campanha promovida por vários setores do TRT para orientar os servidores sobre a diminuição de gastos. A Assessoria de Comunicação Social desenvolverá uma campanha educativa que terá como tema Economizar – O Tempo é Agora, que pretende estimular atitudes cotidianas para o uso racional de equipamentos e recursos. São atitudes simples que indicam, por exemplo, que na ausência de servidores do ambiente de trabalho por mais de uma hora o ar-condicionado deverá ser desligado.


O Programa Racionalizar foi desenvolvido e terá a coordenação da direção-geral do do TRT, que tem como titular o servidor Alexandre Gondim. O ato que instituiu o programa já foi assinado pelo presidente do TRT da Paraíba, desembargador Edvaldo de Andrade, e publicado no Diário da Justiça Eletrônico.


Segundo a administração do TRT houve um aumento no consumo de energia elétrica decorrente da informatização necessária para a implantação do Processo Eletrônico. O Regional também ainda não verificou a economia esperada com a troca dos aparelhos de ar-condicionados antigos por novos modelos mais econômicos. Por isso o ato determina que os ar-condicionados só deverão ser ligados meia hora depois do início do expediente e desligados meia hora antes do fim do expediente.


A água é um dos itens onde mais de desperdiça. Fechar a torneira e comunicar vazamentos são atitudes pró-ativas que todos devem ter, não só em casa, mas também no trabalho. A campanha será feita na intranet, a rede de comunicação interna do Tribunal, com alertas e procedimentos de uso racional duas vezes por semana, e serão afixados adesivos com lembretes de dicas de economia nos setores do Tribunal sede e das Varas do Trabalho. “Saber usar com racionalidade o telefone, o ar-condicionado, o papel e a água é estar adequado às novas necessidades do planeta, que não admite mais desperdícios” ressaltou o desembargador Edvaldo de Andrade.


Outro vilão em gastos é o papel. A campanha ressalta que só sejam impressos documentos de extrema necessidade e orienta a utilização os dois lados do papel. O fornecimento mensal de papel será reduzido e acréscimos só serão feitos mediante justificativa do gestor.


As ligações telefônicas também são responsáveis por gastos que poderiam ser evitados. Ser objetivo e direto economiza muito nas chamadas principalmente para aparelhos celulares. A Coordenadoria de Engenharia e Manutenção ficará responsável por todas as vistorias técnicas que forem necessárias. A Assessoria de Gestão Estratégica, com apoio das demais unidades administrativas envolvidas, desenvolverá gráficos comparativos acerca do consumo dos recursos, para divulgação e encaminhamento aos gestores e os Serviços Gerais ficarão incumbidos de fazer vistoria diária nas salas do edifício-sede do Tribunal, com o objetivo de fiscalizar o fiel cumprimento das novas medidas.