Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2010 > 12 > Cordel do Trabalho conquista prêmio de Direitos Humanos

Cordel do Trabalho conquista prêmio de Direitos Humanos

Ações do documento


O Tribunal Regional do Trabalho da Paraíba recebeu o prêmio Anamatra de Direitos Humanos na categoria Judiciário Cidadão, com o Projeto Cordel do Trabalho. A solenidade aconteceu em Brasília e o projeto foi considerado pela comissão julgadora como um trabalho inovador. O Cordel do Trabalho divulga direitos do trabalhador em emissoras de rádio do Estado da Paraíba usando a literatura de cordel, na voz do cantador popular Oliveira de Panelas.

A cerimônia teve a presença de ministros do Tribunal Superior do Trabalho e de magistrados de todo o Brasil. Foi aberta pelo presidente da Anamatra, Luciano Athayde Chaves, que afirmou que os direitos humanos no mundo do trabalho são prioridade da Anamatra. “O objetivo de nossa Associação é promover as boas práticas na efetivação dos direitos humanos”, disse, ao explicar o objetivo do prêmio.

Este ano a Anamatra premiou iniciativas nas categorias Judiciário Cidadão, Instituição e Imprensa (TV, impresso e rádio/internet). Outro paraibano também foi premiado, o jornalista Wendell Rodrigues, da TV Correio.

Cada premiado recebeu estatueta, inspirada no "Cilindro de Ciro" e prêmio em dinheiro no valor líquido de R$ 8 mil. Além disso, a entidade conferiu placa de menção honrosa para um concorrente da categoria Judiciário Cidadão.

 

Presidente entrega troféu

 



Da Paraíba estiveram presentes na entrega do prêmio o presidente do Regional, desembargador Edvaldo de Andrade, o presidente da Amatra 13, juiz Adriano Dantas e os juízes André Machado, Ubiratan Delgado, Marcello Maia e Antônio Eudes. O próprio presidente do TRT fez a entrega do troféu ao jornalista paraibano.

O projeto Cordel do Trabalho foi inscrito no prêmio pelo jornalista José Vieira Neto, assessor de comunicação social do Tribunal Regional do Trabalho da Paraíba. “O grande mérito do trabalho é ter chegado à população. As novas mídias esquecem o cordel”, frisou Vieira Neto. “Outro mérito de termos ganho o prêmio é que o trabalho foi todo feito pela Assessoria de Comunicação do TRT, sempre com o apoio da Presidência do Tribunal e da Amatra 13”, acrescentou.

 

Todos os vencedores

- Categoria: Instituição

Projeto: Inclusão da pessoa com deficiência mental no mercado de trabalho: viabilizando acesso e demonstrando potencialidades.

Participante: Ligia Beatriz Hoss (presidente da Apae – Estrela)

 

- Categoria: Judiciário Cidadão

Projeto: Cordel do Trabalho

Participante: José Vieira Neto

 

- Categoria Imprensa: Subcategoria Televisão

Matéria: Série Juventude Vendida

Veículo: TV Correio (afiliada da Rede Record na Paraíba)

Responsável: Wendell Rodrigues da Silva

 

- Categoria Imprensa: Subcategoria Internet e Rádio

Matéria: Esquema abastece mercado ilegal de ambulantes

Veículo:Gazeta AM

Responsável: José Renato da Silva Freitas Andrade Ribeiro

 

- Categoria Imprensa: Subcategoria Impresso (jornal e revista)

Matéria: Agronegócio escraviza milhares de trabalhadores no campo – capital paulista abriga escravidão

Veículo: Revista Caros Amigos

Responsável: Lúcia de Fátima Rodrigues Gonçalves

 

- Menção honrosa

A Comissão de Direitos Humanos da Anamatra decidiu conferir menção honrosa a um trabalho da categoria “Judiciário Cidadão”.

Projeto: Orquestra Criança Cidadã dos Meninos do Coque

Participante: João José Rocha Targino