Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2011 > 08 > Representantes da Apatra e AGU fazem visita de cortesia ao ministro do TST

Representantes da Apatra e AGU fazem visita de cortesia ao ministro do TST

Ações do documento

publicado: 31/08/2011 14h10 última modificação: 30/09/2016 10h14

Advogados elogiaram o processo eletrônico implantado no TRT da Paraíba

O ministro-corregedor Antônio José de Barros Levenhagen do Tribunal Superior do Trabalho – TST recebeu o presidente da Associação dos Advogados Trabalhistas da Paraíba – Apatra, Paulo Guedes Pereira, em uma visita de cortesia. O jurista fez questão de cumprimentar o ministro e falar da satisfação em trabalhar com o processo eletrônico, implantado, pioneiramente, no Tribunal do Trabalho da Paraíba.

Para os advogados trabalhistas, o processo eletrônico proporcionou maior agilidade no trâmite processual, tornando o TRT um dos mais avançados do país. “O processo eletrônico nos ajuda muito, principalmente na redução de idas ao fórum. Do escritório pode-se entrada em um processo e acompanhar todo o seu trâmite”, disse Paulo Guedes Pereira, destacando que o PE veio para auxiliar os operadores do Direito.

O presidente da  Apatra estava acompanhado por um grupo formado pelos advogados José Mário Porto, Abraão Veríssimo Júnior, Leonardo Trajano, Felipe Clerot, José Silveira Rosa, Adilson Coutinho e Hermano Gadelha.









Ministro recebe procurador da Advocacia Geral da União

“Nossa visita foi de cortesia, mas também conversamos sobre as ações e procedimentos processuais envolvendo os dois órgãos. Fiz questão de destacar o bom relacionamento entre a Advocacia Geral da União e o Tribunal do Trabalho da Paraíba. O ministro, ao dedicar um dia para receber representantes de diversos segmentos da sociedade, demonstra que a Justiça Trabalhista está cada vez mais abrindo as portas para o cidadão”, com essas palavras o Procurador Chefe da Advocacia Geral da União (AGU), Dario Dutra Satyro Fernandes, definiu o encontro com o ministro Antônio José de Barros Levenhagem.

Dario Dutra estava acompanhado pelo sub-procurador da AGU, Fábio Leite de Farias Brito.