Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2013 > 01 > Regional paraibano vai adotar ponto de frequência eletrônico

Regional paraibano vai adotar ponto de frequência eletrônico

Ato com as determinações será publicado até sexta-feira, dia 18

Ações do documento

 

O Tribunal do Trabalho da Paraíba passará a adotar a partir da próxima semana o sistema de ponto eletrônico Cronos. O Ato que vai disciplinar a frequência deverá ser publicado até esta sexta-feira, dia 18. Desde ontem (segunda), os servidores já estão utilizando o sistema para adaptação. Essa é uma das providências tomadas no Regional nos 30 primeiros dias da nova gestão dos desembargadores Carlos Coelho, como presidente e Ubiratan Delgado, como vice-presidente.

De acordo com o diretor Geral, Leonardo Maroja, o horário de expediente no TRT, de acordo com o Regulamento Geral e Resolução Administrativa, é de 7 horas corridas ou 8h com intervalo. “O Cronos vai controlar a frequência e permitir um banco de horas, que pode ser positiva ou negativa”, disse, destacando que o sistema permite a compensação no caso de saldo positivo.

 

Adaptação

O sistema Cronos já vem sendo utilizado em vários setores do TRT desde o ano passado, a exemplo do gabinete da Direção Geral e Secretarias Administrativa, de Gestão de Pessoas e de Tecnologia da Informação, esta última desde 2007. A partir da implantação definitiva, o modelo antigo será totalmente zerado, mas os créditos e débitos serão compensados com a devida justificativa e abono pelo gestor setorial.

O diretor da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação do TRT, Max Frederico disse que o Cronos é uma ferramente de código aberto que não foi desenvolvida pelo Tribunal e está sendo adaptada à sua realidade. “Existe a possibilidade de se adotar uma outra ferramenta, que já é utilizada pela Justiça Federal”, observou Max Frederico.

 

Relatório

O Cronos está instalado na Intranet, a rede interna de comunicação do TRT e é acessado com o login e senha de cada servidor, com opções de registrar o momento da chegada e da saída do trabalho. Será permitido, apenas ao gestor, abonar ou não eventuais atrasos ou ausências do servidor. O servidor poderá consultar, no Cronos, o relatório diário, semanal, mensal ou até anual do seu banco de horas. No sistema existe um espaço destinado a observações, que será utilizado para as justificativas (pelo servidor) de eventuais atrasos ou faltas. As justificativas só serão aceitas se abonadas pelo gestor.

O sistema Cronos oferece em seu Menu um recurso chamado “Servidores Logados”, que vai permitir ao gestor saber se o servidor (do seu setor) está, ou não, no ambiente de trabalho.