Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2013 > 05 > Região de Monteiro negocia quase 1,5 milhões em precatórios

Região de Monteiro negocia quase 1,5 milhões em precatórios

Foram realizados acordos em 136 processos de seis municípios

Ações do documento

Seis municípios que compõem a jurisdição da Vara do Trabalho de Monteiro formalizaram um acordo com o objetivo de quitar, de forma parcelada, todos os  precatórios trabalhistas. São 132 precatórios, totalizando mais de um milhão de reais (R$ 1.191.747,90), das cidades de Monteiro, Serra Branca, São João do Tigre, Ouro Velho, Camalaú e Congo.
A juíza titular da unidade, Maria Lílian Leal de Souza, detectou, através de uma  minuciosa consulta junto ao sistema de informatização do TRT os precatórios vencidos e a vencer de todos os municípios e durante a audiência atualizou os débitos de cada cidade. Falou a respeito da inconstitucionalidade da Emenda Constitucional 62, declarada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), e apresentou uma proposta de conciliação para a quitação dos débitos de forma parcelada.
O Município de São Sebastião do Umbuzeiro, que também compõe a jurisdição da VT de Monteiro, está com audiência designada para o próximo dia 5 de junho, para também quitar seus precatórios. Com a formalização do acordo do último município da região, a dívida a ser paga passará para quase 1,5 milhões (R$ 1.455.178,50).

Constituição
O regime instituído pela Emenda Constitucional 62/2009, que adotou o regime especial de pagamento de precatórios, ou seja, um sistema de parcelamento de 15 anos da dívida, combinando o regime que destina parcelas variáveis entre 1% a 2% da receita de estados e municípios para uma conta especial voltada ao pagamento de precatórios, teve, em 14 de março de 2013, sua inconstitucionalidade declarada pela Suprema Corte.