Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2013 > 11 > Servidores do TRT da Paraíba já trabalham à distância

Servidores do TRT da Paraíba já trabalham à distância

A opção pelo Teletrabalho exige uma produtividade de 15% a mais em relação aos demais servidores

Ações do documento

publicado: 21/11/2013 10h30 última modificação: 30/09/2016 10h11

Oito servidores da Justiça do Trabalhista da Paraíba já aderiram ao sistema de Teletrabalho. A nova funcionalidade foi implementada pelo Tribunal do Trabalho da Paraíba desde o começo do ano e permite o acesso, a qualquer tempo, de qualquer lugar, a todos os sistemas necessários ao trabalho. Os servidores Erli Bandeira (VT de Sousa), Luciana Maria (3ª VT de Campina Grande), Emanuel Holanda (4ª VT de João Pessoa), Rachel Barreto (5ª VT de Campina Grande), Otonildo de Sousa e Tadeu Gomes (CMJA de Campina Grande), Antônio de Pádua (VT de Itaporanga) e Adelcídio Pereira (TRT/PB) adotaram o novo modo de trabalhar.

O Teletrabalho contribui para a melhoria do programa socioambiental do Tribunal, com redução no consumo de água, esgoto, energia elétrica, papel e outros bens e serviços disponibilizados. Uma das exigências é que os servidores envolvidos aumentem a produtividade em no mínimo 15% em relação aos demais.

“O sistema entende que os servidores que aderem ao Teletrabalho possuem mais tempo e mais conforto, quando comparamos aos que se deslocam até sua unidade. Logo, tais benefícios influenciam diretamente a produção, que será maior e terá mais qualidade”, ressaltou Paulo Roberto Vieira Rocha, juiz titular da VT de Sousa e presidente da Comissão do Teletrabalho.

 

Eficiência na Administração Pública

Erli Bandeira, servidor da Vara do Trabalho de Sousa, destacou as inúmeras economias que conseguiu realizar após se beneficiar com o sistema, principalmente com tempo e custo de deslocamento. “No momento em que adotei o sistema, economizei o tempo que gastava para me deslocar até o trabalho e o dinheiro que utilizava com combustível e alimentação. E essa economia melhorou a qualidade e a quantidade das minhas atividades. Tenho mais tempo para o trabalho, para a família e para mim”, disse.

O Teletrabalho prioriza o princípio da eficiência na Administração Pública, observada a necessidade de promoção de meios para motivar e comprometer as pessoas com a instituição, especialmente aquelas com habilidades para o auto gerenciamento do tempo e da organização. Sua implantação permite a otimização do trabalho, economizando tempo e custo de deslocamentos dos servidores.