Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2013 > 11 > TRT conclui implantação do PJe-JT em Catolé

TRT conclui implantação do PJe-JT em Catolé

Ainda este mês o novo sistema chegará a Patos

Ações do documento

publicado: 19/11/2013 09h30 última modificação: 30/09/2016 10h11

O Tribunal do Trabalho da Paraíba concluiu nesta quinta-feira, 14, a implantação do Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho (PJe-JT) na Vara do Trabalho de Catolé do Rocha. O Regional paraibano, primeiro do país a ter um processo eletrônico próprio desde o ano de 2008, está adotando o processo nacional, criado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para toda a Justiça brasileira.

A ação em Catolé foi coordenada pelo Grupo de Trabalho e Negócios do TRT, que tem à frente o servidor Ronaldo de Araújo Costa Júnior, com o apoio do juiz Lindinaldo Marinho e de setores como Secretaria de Tecnologia da Informação (Setic), Secretaria da Corregedoria e Secretaria de Gestão de Pessoas (segepe). Na Paraíba, o Comitê de Instalação do PJe na Paraíba é presidido pelo desembargador Leonardo Trajano.

Ainda este mês, no período de 25 a 29, receberá o processo a Vara do Trabalho de Patos. No mês de dezembro ficou reservado o período de 9 a 13 para implantação do processo na Vara do Trabalho de Sousa e de 16 a 19 na Vara de Cajazeiras.

Segundo Ronaldo Costa Júnior, diferentemente das outras Varas do Trabalho onde o PJe foi implantado, em Catolé do Rocha existia um clima favorável ao novo sistema. “Acredito que seja devido ao trabalho efetuado nas outras Varas e a verificação que o PJe é um sistema funcional e de fácil utilização”, disse, acrescentando que o treinamento para servidores e advogados, produz um ambiente positivo, gerando expectativas promissoras para a operacionalização do PJe.

“Mesmo diante de tantas críticas ao PJe-JT, nosso TRT tem revertido este quadro. Os servidores de Catolé do Rocha, igualmente às outras Varas do Trabalho, mostraram-se interessados no aprendizado e na parte prática do PJe-JT, pois no segundo dia já emitimos mandados, notificações, designando audiências. Ou seja, efetuando todas as tarefas inerentes à Vara do Trabalho”, concluiu.