Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2014 > 03 > Servidor ministra palestra na UEPB para alunos de arquivologia

Servidor ministra palestra na UEPB para alunos de arquivologia

Foco principal foi mostrar como o TRT vem se dedicando a organizar seus arquivos

Ações do documento

Com o tema “A Importância dos Arquivos do TRT para a Pesquisa Acadêmica e o Acesso à Informação” o secretário da Comissão Permanente de Avaliação de Documentos, CPAD, Raimundo Normando Madeiro Monteiro ministrou, no dia 27 de fevereiro, na Universidade Estadual da Paraíba - Campus João Pessoa, uma palestra que teve como foco principal mostrar como o TRT da Paraíba vem se dedicando de forma efetiva a organizar seus arquivos. O ponto de partida, foi a criação de um programa de Gestão de Arquivos, que vem buscando definir parâmetros para estruturar melhor sua documentação seguindo as diretrizes traçadas pelo Conselho Nacional de Arquivo – CONARQ, com o objetivo de atender melhor à sociedade.

Segundo o secretário da CPAD, Normando Madeiro foram abordados alguns pontos como a organização dos arquivos, a Tabela de Temporalidade de Documentos, a criação da Comissão Permanente de Avaliação de Documentos, políticas de preservação, convênios e cooperação técnicas entre a Justiça do Trabalho e Universidades, e a participação do Regional em Encontros Nacionais da Memória da Justiça do Trabalho.

Normando Madeiro falou sobre as atividades da Comissão e dos convênios com as instituições de pesquisa e da importância da preservação, onde todo o Judiciário Trabalhista está preocupado em preservar para ter documentos que possam oferecer conhecimento sobre a história da Justiça Trabalhista no presente e no futuro, e como vem sendo realizado o trabalho de preservação dos arquivos históricos através de várias ações, onde uma delas é a conservação de processos antigos das décadas de 40, 50 e 60, das Varas do Trabalho de João Pessoa e Campina Grande.

Por fim, ele ressaltou que o TRT da Paraíba vive um momento ímpar com o Processo Eletrônico, o que dá muita responsabilidade com o que está em papel.