Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2014 > 10 > Desembargador do Paraná ministra curso no TRT da Paraíba, faz elogios e diz que deseja retornar

Desembargador do Paraná ministra curso no TRT da Paraíba, faz elogios e diz que deseja retornar

Comunicado oficial da 9ª Região faz agradecimentos a equipe da Escola Judicial

Ações do documento

A vice-diretora da Escola Judicial do Tribunal do Trabalho da Paraíba, juíza Herminegilda Leite Machado recebeu documento assinado pelo desembargador Luiz Eduardo Gunther, do TRT do Paraná (9ª Região), onde agradece a oportunidade de ministrar curso e faz elogios a equipe da EJud. O magistrado esteve na Paraíba no mês de setembro último passado para ministrar os cursos “Ativismo Judicial” e “Convenções e Recomendações da OIT: distinções e aplicabilidades”, a convite da Escola Judicial.

Os temas foram apresentados pelo magistrado que é doutor em Direito pela Universidade Federal do Paraná – UFPR e professor titular da Unicuritiba, no dia 18 no auditório da Escola tendo como público magistrados da 13ª Região. No documento endereçado, carinhosamente, às estimadas amigas e amigos da Escola Judicial do TRT 13.

“Estive em muitos lugares neste nosso Brasil, inclusive fora dele. Do Oiapoque ao Chui, do Atlântico aos Andes, conheci muita gente. Ensinei um pouco, aprendi muito mais. Conheci gente boa e gente não tão boa assim. Conheci professores, juízes, servidores, conheci muita gente instruída e gente nem tanto assim. Mas devo confessar, aqui e agora, nada é igual a João Pessoa. Nada é igual a Escola do TRT 13. São as pessoas, são elas que são diferentes, que possuem uma energia boa, que dá gosto conversar.”, disse o desembargador.

Ainda no documento, o magistrado revela que aprendeu muito, com todos e com cada um. “Quero agradecer aos convites da doutora Herminegilda (muito obrigado!) , ao carinho da Denise (que nos levou passear!), ao Olavo (pelos trabalhos técnicos de informática e pela alegria contagiante !), ao sorriso da Auberlania (com seu tratamento com as coisas da formalidade). Aos motoristas que nos conduziram por João Pessoa e também a todos aqueles que, respeitosamente, assistiram as aulas e delas participaram ativamente”, frisou o magistrado, afirmando ainda que espera um dia voltar “Talvez não tanto para ensinar, mas para aprender um pouco dessa alegria que todos vocês transmitem. Até um dia se Deus permitir !