Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2014 > 10 > Presidente faz avaliação positiva da Correição

Presidente faz avaliação positiva da Correição

Ata destacou entre as boas práticas a melhoria nos prazos de julgamento das ações trabalhistas

Ações do documento

Depois de uma semana realizando Correição Geral no Tribunal do Trabalho da 13ª Região (Paraíba), o ministro corregedor-geral da Justiça do Trabalho, João Batista Brito Pereira evidenciou três boas práticas do TRT-PB: a atuação do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais e Solução de Conflitos (Nucon), o sistema PJe Gerencial e os convênios que foram firmados com instituições de ensino superior.

Como destaque na Ata estava a melhoria nos prazos de julgamento das ações trabalhistas, desde o ingresso até a decisão final, tanto na primeira quanto na segunda instância.

A avaliação da Correição feita pelo presidente do TRT, desembargador Carlos Coelho foi bastante positiva. “Foram constatadas as boas práticas, sendo uma delas a atuação do Núcleo de Conciliação – Nucon, que se apresentou nacionalmente na semana passada através do I Encontro de Nacional de Núcleos de Conciliação ocorrido nos dias 1 e 2 deste mês de outubro, trazendo para a Paraíba representação de 18 dos 23 Tribunais do Trabalho, em uma ação elogiável”, disse o presidente, destacando que, com relação aos pontos que necessitam de melhorias, são meramente sanáveis.

Leitura da Ata

“O envolvimento dos magistrados e servidores em fazer um tribunal bom, operoso e célere é a melhor lembrança que levarei daqui”, disse o corregedor geral, ressaltando a criatividade de todos em procurar sempre bons resultados. O ministro destacou o trabalho do Nucon, que adotou uma proposta inovadora de humanização no Judiciário, fundamentada na "Abordagem Centrada na Pessoa", do psicólogo e pesquisador Carl Rogers.

O corregedor-geral da Justiça do Trabalho parabenizou o Regional paraibano pela realização do I Encontro de Núcleos de Conciliação, reunindo representações de 18 Tribunais do Trabalho, com destaque para o presidente do Colégio de Presidentes de TRTs – Coleprecor, desembargador Ilson Alves Pequeno Júnior, da 14ª Região (RO/AC).

Boas práticas

O sistema PJe Gerencial, que auxilia na distribuição de tarefas aos servidores das unidades e propicia o controle de prazos e atividades, emitindo alertas sobre processos pendentes de providências a mais tempo do que o convencional foi um dos destaques como boa prática. E a terceira boa prática, foram os convênios firmados com instituições de ensino superior objetivando a formação e a especialização de magistrados, servidores e dependentes.

Pontos que devem ser melhorados

O ministro João Batista Brito Pereira elencou pontos em que o TRT da Paraíba deve avançar. Recomendou a implantação da versão mais recentes do PJe-JT, que corrige algumas dificuldades da utilizada atualmente no Regional. “É um processo novo, que está em evolução e nós precisamos consolidar”.

Recomendou, também, o aprimoramento dos dados estatísticos lançados no e-Gestão, Sistema de Gerenciamento de Informações Administrativas e Judiciárias da Justiça do Trabalho.