Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2014 > 11 > Assinado protocolo com ações voltadas para a prevenção de acidentes de trabalho

Assinado protocolo com ações voltadas para a prevenção de acidentes de trabalho

Vinte entidades vão participar do Grupo de Trabalho Interinstitucional (Getrin)

Ações do documento

 

Um protocolo com foco em ações voltadas para a prevenção de acidentes de trabalho, a promoção da saúde do trabalhador, e ao fortalecimento da Política Nacional de Segurança e Saúde no Trabalho (PNSST) foi assinado na tarde desta sexta-feira (14) no Tribunal Pleno do Tribunal Regional do Trabalho da 13ª Região (Paraíba). O documento obteve a assinatura de representantes de 20 entidades públicas, privadas, sindicatos e associações.

A solenidade aconteceu no auditório do Tribunal Pleno e oficializou a criação do Grupo de Trabalho Interinstitucional (Getrin 13), que será coordenado pelos juízes gestores regionais do Programa Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho, José Artur Torres e André Machado Cavalcanti. Um ato da Presidência do TRT (ATO TRT GP Nº 537/2013), assinado pelo desembargador Carlos Coelho, instituiu o grupo.

O evento foi aberto oficialmente pelo presidente do TRT, desembargador Carlos Coelho, que falou da importância do programa para a Paraíba, que objetiva a prevenção e o fortalecimento da segurança no trabalho e deverá contribuir para a diminuição do número de acidentes. “A Justiça do Trabalho está aqui fazendo a sua parte”, disse, destacando que naquele momento estava se definindo uma estratégica conjunta frente ao programa. “Espero que o passo dado não seja apenas formal, mas efetivo”.

 

Programa

O juiz José Artur Torres apresentou o Programa Trabalho Seguro, mostrando, de acordo com dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT), números de acidentes que acontecem no mundo. “São 337 milhões por ano, 923 mil por dia e 10 por segundo”, disse, acrescentando que, dos acidentes ocorridos, 2,3 milhões de trabalhadores chegam a óbito a cada ano, sendo 4 por minuto. O magistrado revelou ainda que são gastos, por ano, R$ 1 trilhão de dólares em função dos acidentes e isso representa 4% do Produto Interno Bruto (PIB) global.

O Grupo de Teatro do TRT, “Justiça em Palco” fez uma apresentação para os juízes, servidores e representantes de instituições presentes no Pleno. O tema abordou o acidente de trabalho, mostrando os direitos e os deveres dos trabalhadores e das empresas. A encenação foi feita pelos servidores Omar Brito, Tânia Magalhães, Gláucia Bronzeado e Evanise Jurema.

 

Reforço na segurança

O presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil de João Pessoa, Kleber Jesus de Oliveira disse que a parceria firmada vai reforçar a questão da segurança no canteiro de obras, objetivando diminuir o número de acidentes. “É por meio de iniciativas como esta do TRT que os riscos de acidentes vão diminuir”.

Para o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil do Estado da Paraíba, Paulo Marcelo de Lima o compromisso firmado fortalece a ação sindical. “Quando a Justiça se preocupa com a segurança do trabalhador, que tem pouco conhecimento e escolaridade, não está fortalecendo apenas a categoria, mas também as empresas. Agora o principal desafio é conseguir fazer com que as empresas invistam em ações permanentes de segurança”.

O juiz Adriano Dantas esteve presente no evento como representante da Associação dos Magistrados do Trabalho da 13ª Região – Amatra13, bem como o deputado Janduhy Carneiro Sobrinho, que é servidor de carreira do TRT da Paraíba.

 

O Protocolo foi assinado pelos representes das entidades abaixo relacionadas:

 

- Tribunal Regional do Trabalho da 13ª Região - Carlos Coelho de Miranda Freire

- Gestores do Programa Trabalho Seguro na Paraíba - juízes José Artur Torres e André Machado Cavalcanti.

- Assembleia Legislativa do Estado da Paraíba - Janduhy Carneiro Sobrinho

- Prefeitura de João Pessoa - Adelmar Azevedo Régis

- Associação dos Magistrados do Trabalho da 13ª Região – Amatra13 - Adriano Mesquita Dantas

- Ministério Público do Trabalho - Cláudio Cordeiro Queiroga Gadelha

- Procurador-geral adjunto do Ministério Público do Trabalho - Paulo Márcio Soares Madruga

- Procurador-chefe da Advocacia Geral da União - Petrov Ferreira Baltar Filho

- Ministério Público da Paraíba - Valberto Cosme de Lira

- Escola Judicial do TRT - Herminegilda Leite Machado - Vice-diretora da E.Jud

- Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional da Paraíba – Vital Bezerra Lopes

- Ministério do Trabalho e Emprego - Clóvis da Silveira Costa

- Universidade Federal da Paraíba - Maria Betânia Gama Santos

- Federação do Comércio da Paraíba - José Marconi Medeiros de Souza

- Sindicato da Indústria de Fabricação de Álcool do Estado da Paraíba - Carlos Rogério Marinho Dias

- Sindicato dos Bancários do Estado da Paraíba - Marcos Henrique e Silva

- Sindicato das Empresas de Transportes de Carga do Estado da Paraíba - José Arlan Silva Rodrigues

- Associação das Empresas de Transportes Coletivos Urbano - AETC - Mário de Almeida Tourinho

- Sindicato da Indústria da Construção Civil de João Pessoa - Kleber Jesus de Oliveira

- Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil do Estado da Paraíba - Paulo Marcelo de Lima

- Rogério da silva Oliveira – Instituto Nacional de Serviço Social na Paraíba