Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2016 > 02 > Gestores se reúnem na busca de alternativas para driblar a crise

Gestores se reúnem na busca de alternativas para driblar a crise

No encontro foram mostrados os vídeos da campanha Trabalho Seguro e o resultado do cumprimento das Metas 2015

Ações do documento

O presidente do Tribunal do Trabalho da Paraíba (13ª Região), desembargador Ubiratan Delgado reuniu os gestores para pedir empenho na elaboração de projetos alternativos, que não exijam recursos financeiros, mas que tragam resultados positivos. A ideia é não se acomodar com a crise e realizar ações práticas e efetivas tanto para o Tribunal, quanto para os usuários da Justiça do Trabalho. A reunião teve as presenças do vice-presidente e corregedor do TRT-PB Eduardo Sérgio de Almeida e do juiz auxiliar da Presidência, Antônio Eudes Vieira Júnior.

Apesar do corte no orçamento, muitas obras serão executadas na Justiça do Trabalho este ano. “São obras e serviços licitados no final do ano passado e com recursos assegurados do orçamento de 2015”, disse o presidente do TRT. Durante a reunião, o assessor de Comunicação Social, jornalista José Vieira Neto, apresentou aos gestores a campanha educativa do Trabalho Seguro. A campanha é composta por quatro vídeos para TV e quatro spots para rádio, que serão veiculados em emissoras de TV e rádio do estado. Na campanha, o TRT faz uma homenagem especial ao teatro de bonecos do Nordeste, que em 2015 foi declarado patrimônio cultural do Brasil.

Os vídeos foram produzidos pela Assessoria de Comunicação Social do TRT com o artista Edvaldo Nascimento da Cunha (Vavau) e abordam o uso dos equipamentos de proteção individual; os acidentes que acontecem a caminho do trabalho e os acidentes que ocorrem dentro das empresas. “A campanha está dentro do espírito educativo e os vídeos foram produzidos com baixo recurso do orçamento 2015” disse o desembargador Ubiratan Delgado.

O magistrado destacou que, a respeito dos cortes no orçamento da Justiça do Trabalho, o TRT está trabalhando diuturnamente para tentar recompor o orçamento. “Ficou acertado, durante reunião do Colégio de Presidentes (Coleprecor) que vamos trabalhar para não sofrer mais cortes do que já sofremos”, disse, destacando que o esforço da equipe deve ser manter o tribunal funcionando muito bem.

 Metas 2015/2016

O resultado que o TRT da Paraíba obteve no cumprimento das Metas 2015 do CNJ foi apresentado pelo assessor de Gestão Estratégica, Max Guedes Pereira durante o encontro dos gestores. “Das 5 metas estabelecidas, o TRT cumpriu 4 e a meta que não foi cumprida atingiu o percentual de quase 90%. O resultado foi considerado muito bom”, disse Max. Para 2016 o Conselho estipulou 7 e a novidade é a Conciliação de processos.

O desembargador Ubiratan Delgado se mostrou satisfeito com os resultados apresentados, mas destacou que “se está bem, vamos ver no que podemos melhorar”, disse, lembrando que as unidades devem procurar melhorias de acordo com o que foi proposto no Mapa de Contribuição. “Vamos trabalhar para que o Tribunal continue avançando e que o orçamento 2017 seja recomposto”, finalizou o presidente.