Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2016 > 04 > I Simpósio de Direito do Trabalho será encerrado nesta quinta (28) com palestra do juiz Lindinaldo Marinho

I Simpósio de Direito do Trabalho será encerrado nesta quinta (28) com palestra do juiz Lindinaldo Marinho

Evento está sendo realizado no Instituto de Educação Superior da Paraíba – IESP

Ações do documento

publicado: 28/04/2016 08h15 última modificação: 30/09/2016 10h08

O juiz Lindinaldo Marinho vai fazer a palestra de encerramento do I Simpósio de Direito do Trabalho e Processo do Trabalho do Instituto de Educação Superior da Paraíba – IESP – PB. O magistrado do Tribunal do Trabalho da Paraíba (13ª Região) vai apresentar o tema “Terceirização da atividade-fim”.

O evento que está acontecendo no auditório da instituição, teve ainda como palestrantes o juiz do TRT Paulo Henrique Tavares da Silva, que abordou o tema “Despersonalização da pessoa jurídica à luz do novo CPC no Processo do Trabalho” e o professor Rinaldo Mouzalas e Silva, especialista em Direito Processual Civil pela Universidade Potiguar – UNP, que abordou o tema “Novo CPC e seus reflexos no Processo do Trabalho”.

Na programação desta quinta-feira, o advogado José Ribeiro Coutinho fará palestra abordando o tema “Responsabilidade das tomadoras de serviços na terceirização”. O jurista é especialista em Processo do Trabalho pela Universidade Cândido Mendes (RJ) e membro da NFA Advogados Associados. Como mediador do tema estará o professor Vital Borba de Araújo, membro da Comissão de Direito do Trabalho da OAB PB e especialista em Direito do Trabalho pela Esmat 13.

O Simpósio tem apoio e certificação da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB e conta com a participação dos palestrantes e mediadores Mariana Tavares de Melo, mestre em Direito Econômico pela UFPB, Juliana Barbalho Brasileiro, servidora do Ministério Público, Eduardo Madruga, mestre, doutrinador e professor, Henrique Lenon Farias, Dirceu Galdino Barbosa Duarte, Wilson Santiago Filho, advogado e deputado federal e Jorge Ribeiro Coutinho, advogado.