Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2016 > 07 > Obra construída com valor de multa aplicada pela Justiça do Trabalho foi inaugurada em CG

Obra construída com valor de multa aplicada pela Justiça do Trabalho foi inaugurada em CG

Centro especializado em saúde do trabalhador é resultado de uma ação movida pelo Ministério Público do Trabalho na Paraíba

Ações do documento

A cidade de Campina Grande ganhou um Centro Regional de Reabilitação e Assistência em Saúde do Trabalhador (Cerast). A obra foi construída com recursos provenientes de uma multa aplicada pela Justiça do Trabalho ao Banco do Brasil em uma ação movida pelo Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB), contando também com a parceria da Prefeitura.

O acordo foi celebrado na Vara do Trabalho de Areia em audiência presidida pelo juiz Juarez Duarte Lima e a inauguração aconteceu na semana passada. Para a construção do Centro foi destinado o valor de R$ 1,6 milhão, além de uma contra partida da Prefeitura de Campina no valor de R$ 600 mil para a obra, e mais R$ 250 mil em equipamentos.

O Centro é o primeiro do país a oferecer, gratuitamente, um serviço especializado voltado especialmente para o tratamento da saúde de trabalhadores vítimas de acidentes e doenças ocupacionais. Possui consultórios, ginásio coberto, piscina térmica, área de convivência, laboratório de órtese e prótese, salas para terapia de grupo e espaços especializados para fisioterapia.

Será voltado ao atendimento de trabalhadores de Campina Grande e de outros 70 municípios da região, desempregados, aposentados, além de crianças e adolescentes vítimas da exploração do trabalho infantil. O atendimento teve início nesta segunda-feira (4).

“Que esta obra sirva, acima de tudo, para reabilitar sonhos”, disse o juiz Juarez Duarte, titular da Vara do Trabalho de Areia, que participou da solenidade de entrega do imóvel. Na inauguração, as presenças do procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho na Paraíba, Paulo Germano Costa de Arruda, de vários procuradores e do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues.