Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2016 > 07 > TRT investe na preparação para aposentadoria

TRT investe na preparação para aposentadoria

Cerca de 15% dos servidores do TRT da Paraíba estão prestes a aposentar-se

Ações do documento

O Tribunal do Trabalho da Paraíba (13ª Região) está investindo no Programa de Preparação para Aposentadoria (PPA), tanto que já está na segunda turma formada por servidores com possibilidade de se aposentar nos próximos cinco anos. As atividades buscam reduzir os malefícios psico-físico-sociais que um processo de aposentadoria desassistida pode causar e busca, ainda, oferecer um acompanhamento pós-aposentadoria, para magistrados e servidores do Regional, objetivando minimizar os impactos oriundos da ruptura com o mundo do trabalho.

O projeto está alinhado ao planejamento estratégico do Regional paraibano para o período de 2015 a 2020, no item objetivo estratégico, que prevê a implantação de uma política de gestão de pessoas com ênfase na qualidade de vida no trabalho. A equipe é formada pelos servidores da Secretaria de Gestão Estratégica (Segepe) Suy Mey Mendonça Gonçalves, Maria Tereza Lobo, Rosane Cardoso de Melo, Manuella Granja Alencar e Isabela Franco Cavalcanti.

Nos encontros com os servidores que podem deixar o TRT, os coordenadores do projeto procuram discutir os aspectos biológicos, sociais, psicológicos, financeiros e culturais na fase anterior à aposentadoria. Investe, também, em maneiras de reduzir a ansiedade, os medos, tirar dúvidas e trocar informações sobre assuntos inerentes ao processo de se aposentar. "Um dos pontos bem interessantes do PPA, é a construção de um projeto de vida para o futuro a partir de oficinas temáticas." disse Tereza Lobo.

Justificativa

Na justificativa, o projeto aponta que a aposentadoria representa uma das mais difíceis mudanças na existência humana. Por isto, um tempo de reflexão e de preparação é necessário para que se perceba que esta nova fase implica não apenas em uma reorganização de vida mas, também, em uma profunda reconstrução na forma de pensar, de se posicionar e de vislumbrar o futuro.

“No transcorrer deste processo, certas etapas precisam ser vencidas. É necessário, por exemplo, saber virar a página para ter a capacidade de escrever um novo capítulo da vida, evitando-se os adoecimentos físicos e mentais tão comuns àqueles que são pegos despreparados pela inevitável transformação psicossocial. Diante da importância desta ruptura cada um precisa aprender a recriar uma nova identidade, apoiando-se nos valores que reconhece em sua personalidade e não mais sobre o status ou a imagem social que antes lhe era atribuído pelo trabalho” , afirma a gestora do projeto, Maria Tereza Lobo.

Segundo ela, embora desejado por muitos, o término de uma carreira profissional sempre traz diferentes problemas em termos de adaptação e de reorganização no tempo e no espaço. “A noção de tempo livre é completamente diferente após a chegada da aposentadoria. Passada a euforia das primeiras semanas, muitos aposentados apresentam: sentimento de vazio, desorientação, depressão e inadaptação a rotina familiar. Organizar-se nesta nova vida significa ter atividades que permitam um enriquecimento pessoal, a criação de laços sociais, a conservação da saúde e das potencialidades intelectuais. A chave para esta nova organização interior é, certamente, aprender sobre esta nova fase e criar objetivos”.

Novos encontros

O projeto já está na segunda turma, que na semana passada teve seu terceiro encontro, iniciado por uma sessão de ginástica laboral conduzida pela servidora do Regional, a fisioterapeuta Isabela Cavalcanti.

Na sequência, o médico Francisco Mendonça, especialista e mestre em Ginecologia, servidor do Regional, abordou junto aos participantes o tema Sexualidade, com ênfase nas mudanças fisiológicas inerentes ao processo de Andropausa e Menopausa e no esclarecimento de dúvidas do grupo.

As ações integraram o segundo módulo do programa, intitulado Saúde e Aposentadoria que foi dividido em dois encontros. O primeiro, realizado no dia 10 de Junho, contou com a presença da psicóloga e gerontóloga convidada Ana Maria Ayres Navarro, que destacou os aspectos relacionados ao autocuidado no processo de envelhecimento.

O próximo módulo do PPA, que vai tratar sobre os Aspectos Psicológicos na Aposentadoria, está previsto para acontecer o dia 15 de Julho (Turma 2) e no dia 29 de Julho (Turma 1).