Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2016 > 11 > Ação educativa do TRT mobiliza trabalhadores e estudantes

Notícias

Ação educativa do TRT mobiliza trabalhadores e estudantes

Tribunal esteve na cidade de Esperança por dois dias

Ações do documento

A importância do trabalho seguro e o uso de equipamentos de segurança foram os temas da ação educativa do Tribunal do Trabalho da Paraíba (13ª Região) no município de Esperança, brejo paraibano. Na quarta (16) a ação foi aberta pelo presidente do Regional, desembargador Ubiratan Delgado, às 14h, na Escola Estadual Irineu Joffily, quando falou para os jovens, que em breve estarão no mercado de trabalho, sobre a potencialidade de cada um como futuro agente multiplicador.

O desembargador Ubiratan Delgado ainda destacou a importância das informações deste trabalho, que é desenvolvido pelo Tribunal, “que certamente serão úteis para a vida de vocês”. A ação tem como título “Justiça do Trabalho em Esperança: cidadania para todos” e é voltada para estudantes secundaristas e trabalhadores.

Conciliar é tudo de bom

Após a abertura, o grupo teatral Justiça em Palco, do TRT 13, apresentou uma esquete com o tema “Conciliar é tudo de bom”, abordando a situação de uma funcionária que é dispensada do serviço sem nenhum direito trabalhista. O propósito da peça foi levar ao conhecimento da comunidade estudantil a eficiente prática da conciliação.

Os estudantes secundaristas ainda tiveram a oportunidade de ouvir uma palestra proferida pelo juiz André Machado Cavalcanti, enfocando o trabalho seguro. Foi uma palestra com muita interação, onde estudantes e professores apresentaram questionamentos sobre direitos e deveres de empregados e empregadores. Todos as dúvidas foram esclarecidas pelo magistrado.

“Essa ação foi muito importante, porque deixou bem claro para todos nós os direitos garantidos para os jovens trabalhadores”, disse a estudante Shyrlei Rodrigues. Além disso, ela destacou a importância da apresentação teatral: “De uma forma bem divertida aprendemos muito sobre como funciona a relação de trabalho. Não sabíamos nem a quem e como recorrer”, finalizou.

Autoridades presentes

A ação educativa do TRT em Esperança foi bastante elogiada não só pelos alunos e professores da Escola Irineu Joffily, mas também pelas autoridades que estiveram presentes. O representante do Ministério Público Estadual, promotor Leonardo Cunha Lima de Oliveira, disse que “a iniciativa da Justiça do Trabalho é muito louvável, principalmente porque hoje é muito difícil trazer a Justiça até a sociedade, o normal é o contrário”, considerou.

A juíza da Justiça Comum, Francilene Lucena Melo Jordão, que também compareceu ao evento, acredita que nada é mais importante do que comunicar e informar a comunidade sobre os seus direitos e suas obrigações. “Foi muito boa a ideia de vir às escolas, porque na escola está o futuro. Nós temos os jovens que serão futuros empregados e futuros empregadores e é para eles que deve ser feito esse trabalho de orientação”, elogiou.

Já a diretora da escola, Maria Auxiliadora Curvelo, agradeceu muito ao Tribunal. “Essa ação do TRT foi muito importante para toda a comunidade escolar. Nós ficamos bastante agradecidos por ter a Justiça do Trabalho aqui na escola Irineu Jofilly e eu fiz questão de que todos os alunos participassem para que eles realmente tivessem o conhecimento do que é a Justiça o Trabalho”.

Ao final do primeiro dia de ação, bastante satisfeito, o presidente Ubiratan Delgado destacou que a equipe cumpriu o que planejou, que foi um contato direto com a população através de palestra sobre direito do trabalho com grande interesse do público-alvo.

Ação dirigida aos trabalhadores

Às 16h, a Justiça do Trabalho esteve na empresa Almeida Comércio Distribuidor de Material de Construção, onde o juiz auxiliar da Presidência, Antônio Eudes Vieira Júnior abriu os trabalhos convidando o juiz George Falcão para fazer uma palestra para cerca 100 funcionários, abordando o trabalho seguro e a importância do uso dos equipamentos de segurança, com o tema “Acidente não acontecem por Acaso”. Focando a mesma temática, o grupo de teatro Justiça em Palco, apresentou uma esquete.

Segundo o juiz George Falcão, a palestra é muito mais um trabalho de conscientização. “Com essas ações, temos percebido que o trabalhador começa a mudar a mudar o hábito e passa a ter uma postura mais ativa de segurança, da sua própria saúde. Para nós, da Justiça do Trabalho, há um aspecto muito importante, uma vez que o acidente de trabalho que é evitado, é uma ação trabalhista que deixa de ser ajuizada”, ressaltou.

Na avaliação do gerente da empresa, Ernani Vale, a presença do TRT representou um momento muito importante para os funcionários da empresa, que passaram a conhecem mais a respeito da Justiça do Trabalho, da segurança do trabalho e do papel social do Tribunal da Paraíba. “O TRT da Paraíba deixa uma imagem muito positiva e uma mensagem motivadora, inclusive”.

Audiências em Esperança

Nesta quinta-feira (17), a programação começou com palestra na Escola Irineu Joffily e apresentação teatral para atingir os alunos que estudam no turno da manhã. Essas atividades foram iniciadas às 9h. A partir das 10h, serão realizadas audiências em processos trabalhistas oriundos do município de Esperança, no Fórum da Justiça Comum. As audiências serão presididas pelo juiz Juarez Duarte, titular da Vara do Trabalho de Areia, que tem jurisdição sobre Esperança.