Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2017 > 01 > Setic inicia projeto de modernização do Processo Judicial Eletrônico

Notícias

Setic inicia projeto de modernização do Processo Judicial Eletrônico

Objetivo é melhorar o desempenho do sistema

Ações do documento

publicado: 19/01/2017 10h15 última modificação: 19/01/2017 10h25

O Subcomitê de Demandas de Tecnologia da Informação do Tribunal do Trabalho da Paraíba autorizou, nesta semana, o início do processo de migração do PJe da Justiça do Trabalho para uma versão mais recente da tecnologia que apoia o programa. O projeto, denominado “Migração do PJe para o JBoss 6.4”, faz parte de uma ação contínua do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), que tem o objetivo melhorar a performance e a experiência do usuário no uso do Processo Judicial Eletrônico. O TRT13 atuará em parceria direta com o CSJT na concretização dessa demanda, que deverá ser concluída até o final do mês de Fevereiro deste ano.

O projeto surgiu de uma solicitação do juiz auxiliar da Presidência do Conselho Superior da Justiça do Trabalho, Maximiliano Pereira de Carvalho, e é uma das prioridades do CSJT neste início de ano. O coordenador da equipe do projeto no TRT13, Bruno Sales, afirma que o procedimento acarretará melhorias no desempenho do sistema e facilitará a manutenção do código-fonte e da infraestrutura.

Equipe de Desenvolvimento Remoto do TRT

A denominada “Equipe de Desenvolvimento Remoto” foi instituída no TRT13 por meio do Acordo de Cooperação Técnica entre o TRT e o CSJT. O objetivo da equipe, coordenada pelo juiz Lindinaldo Silva Marinho, é atuar em ações de desenvolvimento e manutenções relativas ao Processo Judicial Eletrônico (PJe). De acordo com o Diretor da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic), Rodrigo Cartaxo, a criação dessa equipe é uma grande oportunidade para a 13ª Região poder contribuir com diversas melhorias e desenvolvimento de novos módulos do PJe, acelerando o processo de atendimento às demandas de varas e gabinetes do próprio Regional e contribuindo com indicadores de TI relacionados à participação em projetos nacionais.