Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2017 > 05 > TRT da Paraíba arrecada mais de R$ 800 mil nos primeiros dias da Semana da Conciliação

Notícias

TRT da Paraíba arrecada mais de R$ 800 mil nos primeiros dias da Semana da Conciliação

Evento acontece até sexta-feira, dia 26

Ações do documento

publicado: 20/05/2017 12h06 última modificação: 25/05/2017 13h11

Os acordos realizados pela Justiça do Trabalho da Paraíba nos dois primeiros dias da Semana Nacional da Conciliação Trabalhista resultaram em mais R$ 800 mil reais pagos a trabalhadores. Ao todo foram homologados 7 acordos. A Semana da Conciliação segue até sexta-feira (26/5).

Na terça-feira (23), 55 processos constavam na pauta, mas só 54 foram colocados em audiências. Desses, 7 fizeram acordo e o valor arrecadado foi R$ 550.986,00, que somados ao valor acordado na segunda-feira (22), que foi de R$ 263.261,28, chegou-se ao total de R$ 814.247,28 em apenas dois dias.

Na terça, as audiências foram presididas pelos juízes Ana Paula Cabral Campos, Centro de Conciliação – CEJUSC/JT (antigo Núcleo de Conciliação – Nucon) e Albérico Viana Bezerra e patrões e empregados do Hospital Santa Paula, Unimed e Império Romano Restaurante e Pizzaria apertaram as mãos em conciliação.

Até sexta (26)

Ainda dá tempo de incluir processos na pauta de conciliação. Basta que as partes solicitem através do e-mail nucon@trt13.jus.br, por petição nos próprios processos ou pelo comparecimento pessoal à Secretaria da Unidade Judiciária. Caso compareçam ao Centro de Conciliação na busca de uma composição, o processo será imediatamente solicitado à respectiva VT e incluído na pauta.

Além das salas de audiência, mesas redondas foram instaladas para a realização dos acordos, que estão sendo mediados pelos servidores Dinalva Fernandes Torres, Sávio Dantas, Rogério Mota, Rafael Arnaud e Heitor Andrade. No apoio estão os servidores Viviane Arnaud, Wellington Viana e Zélia Vilar.

De acordo com o chefe do Centro de Conciliação, José Eduardo Lima de Macêdo, dezenas de empresas estão com audiências agendadas até sexta-feira, dia 26. A prioridade são os processos dos maiores litigantes, os que se encontrem em arquivo provisório, os pendentes de agravo de instrumento pelo TST, os com prioridades legais, os com hastas públicas designadas, os conclusos para julgamento e com audiências de instrução ou inicial aprazadas com prazo superior a 30 dias, dando preferência às datas de maior prazo.