Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2019 > 08 > Sistema desenvolvido pela Setic é aprovado pelo Comitê Nacional do PROAD

Notícias

Sistema desenvolvido pela Setic é aprovado pelo Comitê Nacional do PROAD

Sistema será nacionalizado e integrado ao PROAD e ao SIGEP

Ações do documento

O Comitê Nacional do Projeto Administrativo (PROAD), aprovou sistema desenvolvido pelo Tribunal do Trabalho da Paraíba (13ª Região), denominado SAOAdm. O projeto foi apresentado pelo diretor da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação, Rodrigo Cartaxo Marques Duarte em Florianópolis (SC).

Ferramenta

A justiça do trabalho passa por um processo intenso de uniformização de sistemas e racionalização da força de trabalho de TIC dos tribunais. Esse processo foi iniciado em meados de 2011, com a adoção do PJe como ferramenta única de processos judiciais. Com o passar dos anos e o incremento da maturidade das equipes de desenvolvimento regionais, o processo de desenvolvimento distribuído e colaborativo foi se consolidando no âmbito do PJe, de modo que atualmente há uma concentração de esforços dos regionais no desenvolvimento de projetos nacionais que são orquestrados por um núcleo central do CSJT.

Nos últimos anos os sistemas administrativos iniciaram processo semelhante de padronização. SIGEP, PROAD e SIGEO são exemplos bem-sucedidos de sistemas que foram acolhidos pelo CSJT como nacionais e já encontram-se implantados em quase todos os 24 regionais do trabalho.

A partir da experiência bem-sucedida do SAO, que foi adotado no âmbito do Processo Judicial (PJe) como módulo oficial de geração de relatórios gerenciais e já encontra-se integrado à versão 2.4 do PJe, a proposta do TRT da 13ª Região é adaptar a ferramenta para utilização na área dos sistemas administrativos nacionais.

Vantajosidade

O SAO é uma ferramenta sem custos para os tribunais, totalmente desenvolvida por servidores da justiça do trabalho sem dependência de softwares pagos, aderente às tecnologias adotadas pelo PJe, e que já foi amplamente testada pelos usuários. Tais aspectos diminuem drasticamente os riscos do projeto, tanto do ponto de vista orçamentário quanto do tempo necessário ao desenvolvimento.

Colaboração

Uma das vantagens do projeto que chamou mais atenção do Comitê Nacional foi a possibilidade dos 24 regionais poderem contribuir com a evolução da ferramenta de forma simples e eficaz. O "SAO MarketPlace" que está sendo desenvolvido pela Setic é um dos módulos previstos no projeto. A ideia é disponibilizar uma plataforma que permita que os relatórios desenvolvidos por um regional sejam utilizados pelos demais, economizando assim esforços duplicados e racionalizando a mão de obra da Justiça do Trabalho como um todo.

Projeto Nacional

De acordo com Rodrigo Cartaxo, o objetivo geral do projeto é adaptar e disponibilizar aos 24 regionais, até fevereiro de 2020, uma primeira versão do sistema SAO voltada para os sistemas administrativos, com um conjunto inicial de relatórios dos temas Pessoas, Contratos e Orçamento.

Pretende-se alcançar com conclusão deste projeto os objetivos específicos: padronização do sistema de relatórios dos sistemas judiciais e administrativos e centralização das informações gerenciais administrativas em um único ponto acessível pela alta administração”, disse Cartaxo.

O Projeto está alinhado ao Objetivo 7 do Planejamento Estratégico, que é Garantir a infraestrutura e a governança de TIC e com o Petic 2015 a 2020, que é Promover a interação e a cooperação técnica de TIC no âmbito do judiciário. Com esse projeto, a Setic do TRT-13 já coordena 3 projetos nacionais de peso.