Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2019 > 09 > Semana da Execução foi concluída com quase R$ 6 milhões em conciliações

Notícias

Semana da Execução foi concluída com quase R$ 6 milhões em conciliações

Acordo envolvendo mais de R$ 1 milhão na 3ª VT de Campina marcou o evento

Ações do documento

publicado: 23/09/2019 11h13 última modificação: 24/09/2019 10h16

O encerramento da 9ª Semana Nacional da Execução Trabalhista no Tribunal do Trabalho da Paraíba (13ª Região) contou com uma audiência de conciliação que encerrou uma ação trabalhista envolvendo o Itaú Unibanco S.A. e um trabalhador. As partes chegaram a um acordo que pagará o total de 1.050.000,00 entre dívidas trabalhistas e previdenciárias. O acordo foi homologado na 3ª Vara do Trabalho de Campina Grande em audiência presidida pelo juiz substituto Rodrigo Anderson Ferreira de Oliveira.

Movimento da Semana

Em cinco dias, a 9ª Semana da Execução Trabalhista movimentou quase R$ 6 milhões no Tribunal do Trabalho da Paraíba (13ª Região). O evento teve início na segunda-feira (16) e foi encerrado na sexta (20). Os números divulgados pelo Núcleo de Estatísticas da Assessoria de Gestão Estratégica apontam para o valor de R$ 5.839.247,56, como resultado das conciliações no período.

Ao todo foram realizadas 447 audiências com processo em execução, das quais, 144 tiveram acordos homologados somando um total de R$ 3.983.423,02. Por outro lado, 180 alvarás foram liberados resultando no valor de R$ 1.885.824,54. Foram repassados aos cofres públicos, a título de encargos previdenciários, o valor total de R$ 875.742,91 e mais R$ 916.759,81 de encargos fiscais.

Durante o período a Justiça do Trabalho da Paraíba atendeu 1.452 pessoas e o evento contou com a participação de 94 magistrados, 335 servidores e 3 voluntários. A Semana da Execução aconteceu em todo o Brasil com o objetivo de solucionar processos com dívidas trabalhistas em fase de execução, ou seja, quando existe condenação, mas o devedor não cumpre a decisão judicial.

Jaquilane Medeiros