Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2019 > 11 > TRT adota medidas para garantir independência para pessoas com limitações físicas

Notícias

TRT adota medidas para garantir independência para pessoas com limitações físicas

Projeto está sendo patrocinado pelo juiz Adriano Dantas

Ações do documento

publicado: 04/11/2019 10h38 última modificação: 04/11/2019 11h28

A inclusão social pressupõe que todo ser humano tenha direito à educação, saúde, cultura, lazer, trabalho, assistência social, além do acesso à informação, comunicação, meios de transporte e locais de convivência, incluindo órgãos públicos. Para as pessoas com deficiência, a palavra inclusão tem o significado de possibilitar a elas oportunidades iguais de cuidados, não apenas um tratamento convencional, mas um tratamento e atenção diferenciadas.

“É preciso adotar medidas e quebrar barreiras para que o acolhimento às pessoas com deficiências seja o mais adequado possível”, foi o que disse o juiz Adriano Dantas, auxiliar da presidência do Tribunal do Trabalho da Paraíba ao dar o ponta pé inicial ao Projeto “Acessibilidade para todos”. O projeto, que objetiva aprimorar o acesso à Justiça, foi autorizado pelo presidente do Regional, desembargador Wolney Macedo.

Uma das primeiras medidas foi reunir a equipe do projeto para definir um cronograma de trabalho. Foram convidados representantes de entidades, a exemplo da Funad, Aspadef e Instituto dos Cegos da Paraíba, com o intuito de priorizar as principais necessidades das pessoas com deficiências. O resultado dos encontros será a realização do “1º Encontro de Acessibilidade e Inclusão do TRT13: desafios e oportunidades para o trabalho seguro e decente”.

A data do evento será definida em breve e será dirigido ao público interno, principalmente os agentes de segurança judiciária, agentes de portaria, terceirizados e demais interessados para o correto atendimento às pessoas que apresentam limitações físicas, tais como os usuários de cadeiras de rodas, os que tenham mobilidade reduzida, os cegos, as pessoas com visão subnormal e pessoas com surdez ou deficit auditivo. A meta é incrementar as políticas de acessibilidade do Regional paraibano.

Qualidade de vida

A pessoa com deficiência é todo indivíduo que possui alteração física, intelectual, social, emocional – alterações essa aguda ou crônica, simples ou complexa, que necessita de educação especial e instruções suplementares temporárias ou definitivamente.

A ideia do projeto é proporcionar à pessoa com deficiência, maior independência, qualidade de vida e inclusão social, por meio de treinamento e qualificação dos servidores do Tribunal, principalmente os que atuam no atendimento ao público. A proposta faz parte de uma política de fomentação da Acessibilidade na Justiça do Trabalho da Paraíba, sendo pioneira no TRT13.

Jaquilane Medeiros