Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2021 > 04 > Sessões da Vara do Trabalho de Sousa são acompanhadas por alunos de Direito da UFCG

Notícias

Sessões da Vara do Trabalho de Sousa são acompanhadas por alunos de Direito da UFCG

Audiências são realizadas pela plataforma Zoom

Ações do documento

publicado: 30/04/2021 16h38 última modificação: 30/04/2021 16h38

A Vara do Trabalho de Sousa, em observância ao Ato Conjunto TST.CSJT.GP 54/2020, iniciou nesta semana a realização das audiências com a utilização da plataforma Zoom. Através dessa plataforma, é possível contar com a participação das partes e testemunhas, dos advogados e do magistrado titular (Juiz David Sérvio Coqueiro dos Santos), como também de alunos do curso de Direito da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), campus de Sousa.

Aproximadamente 150 alunos, divididos em grupos diários de 15 a 30, estão participando das audiências e observando, na prática, os atos processuais realizados numa audiência trabalhista.

A parceria com a instituição federal foi possível graças ao empenho da professora Gerlania Araujo de Medeiros Calixto Formiga, que também participa e auxilia o Secretário de Audiência na organização dos acadêmicos.

O Juiz David Sérvio destaca a importância dessa parceria, apesar das restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus, uma vez que promove efetiva participação dos estudantes nas audiências trabalhistas. "Isso proporciona vivência prática da teoria estudada pelos alunos na disciplina Direito Processual do Trabalho e contribui de forma muito positiva na formação do bacharel em Direito, aliando conhecimento teórico e prático”, acrescenta.

É importante ressaltar que as audiências trabalhistas são públicas, por força de imposição constitucional (art. 93, IX, da Constituição Federal/88), salvo quando seu sigilo for imprescindível para resguardar a intimidade das partes.

Leia, abaixo, depoimentos de alguns participantes:

Nycole Maia Pereira (estudante do 8º período): “Quando começamos o isolamento social no começo da pandemia ano passado, nossa maior preocupação, enquanto acadêmicos, foi de como ficaria a nossa parte prática, nosso contato com os processos. Por isso, quando a professora surgiu com essa ideia de participarmos das audiências, enquanto ouvintes, de forma on-line, foi essencial à nossa formação. Acompanhar ao vivo é muito melhor do que ver um vídeo, por exemplo”.

Aprígio Júnior (estudante do 10º período): “Participar das audiências trabalhistas foi uma oportunidade valiosíssima para a nossa prática jurídica como estudantes do curso de Direito. Ali, na sala de audiência, o Direito transpõe a teoria, a abstração passa a tomar forma e sentimento. Perceber como atuam as partes pleiteando o seu direito, observar como o juiz conduz os momentos processuais foi bastante motivador para todos nós. Registro o nosso agradecimento à Vara de Trabalho de Sousa e à professora Gerlania Medeiros por ter-nos agraciado com este momento de muito aprendizado”.

Professora Gerlania Araujo de Medeiros Calixto Formiga, docente da disciplina de Direito Processual do Trabalho: “Conciliar a teoria com a prática é um dos grandes desafios das instituições de ensino jurídico, especialmente no cenário de pandemia [...]. Em que pese a importância de lecionarmos o direito material, os dispositivos legais e todas as nuances do processo trabalhista, podermos visualizar esse conhecimento in loco, observando o espírito conciliatório e todo um sistema legal que persegue sanar a hipossuficiência do trabalhador, ou mesmo a predominância da oralidade que permite maior celeridade ao feito, tudo isso, na vivência das audiências e do acompanhamento real do processo [...]. Ganho eu, enquanto professora na árdua missão de ensinar, ganham os alunos em suas formações, ganhamos todos nós enquanto sociedade, com a entrega de profissionais aptos, de fato, a atuarem na busca do Direito”.

Assessoria de Comunicação Social TRT-13