Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > Núcleo de Saúde do TRT-13 mostra como identificar assédios moral e sexual

Notícias

Núcleo de Saúde do TRT-13 mostra como identificar assédios moral e sexual

Mês de maio será voltado a iniciativas de combate e prevenção destas práticas

Ações do documento

publicado: 12/05/2022 12h45 última modificação: 13/05/2022 14h56

Dando continuidade às iniciativas da campanha de combate e prevenção do assédio moral e assédio sexual, promovida pelo Núcleo de Saúde (Nusa) do Tribunal Regional do Trabalho da Paraíba (13ª Região), foi divulgado, nesta quinta-feira (12), um vídeo que aborda os conceitos de assédio moral e sexual, bem como informações para auxiliar a identificá-los.  

 O banner também ficará disponível na página da intranet do Tribunal, de modo que o vídeo possa ser conferido a qualquer tempo. O material, de acordo com o psicólogo do Nusa, Aldeny Cavalcanti, tem o objetivo de contribuir para a disseminação de informações e prevenir, bem como combater, práticas de assédio moral e sexual, conscientizando servidores e magistrados sobre seus malefícios.

“O 2 de maio foi escolhido como data simbólica para educação, conscientização e prevenção a violência psíquica e física no ambiente do trabalho. As ações feitas pelo TRT-13 reforçam a ideia de que estas condutas são nocivas e devem ser evitadas, fiscalizadas e, até mesmo, punidas”, salientou. A campanha está em consonância com as iniciativas do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), que estão, ao longo deste mês, promovendo ações de conscientização em relação a tais práticas.

“É muito subjetivo falar sobre danos que o assédio moral e o sexual podem causar porque cada pessoa vai lidar de forma diferente e particular. Algumas tendem a se fechar, já outras tendem a ter comportamentos agressivos com colegas de trabalho e, infelizmente, levar para casa”, explicou o psicólogo, acrescentando a importância da denúncia.

Somente em 2021, foram ajuizados, na Justiça do Trabalho, mais de 52 mil casos relacionados a assédio moral e mais de três mil relativos a assédio sexual em todo o país, conforme dados do Tribunal Superior do Trabalho (TST). Além disso, estima-se que pelo menos 65% das mulheres já passaram por alguma experiência considerada como assédio sexual.

Veja o vídeo abaixo: 

 

Celina Modesto
Assessoria de Comunicação Social TRT-13